Internações em enfermarias e UTIs por Covid-19 mais que dobram em apenas 2 semanas no Ceará

O número de pacientes internados com Covid-19 em enfermarias e UTIs públicas do Ceará mais do que dobrou em apenas duas semanas. Os índices vêm crescendo desde meados de dezembro. Em 4 de janeiro deste ano, 275 pessoas necessitavam de auxílios médicos em unidades do SUS no estado. Duas semanas depois, nesta terça-feira (18), o número saltou para 572.

Os dados foram colhidos às 15h desta terça na plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa). Eles apontam para um aumento progressivo nas internações de pacientes com síndromes gripais ou respiratórias graves desde que a variante ômicron foi considerada como a majoritária em circulação.

Em duas semanas, os números de internados por UTI subiram pouco mais de 39%, saindo de 82 internações para 114. Contudo, as ocupações em unidades de enfermaria - que requerem cuidados menos invasivos - saltaram de 193 para 458, um aumento de 137%.

De acordo com o painel de vigilância genômica da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), por exemplo, no dia 5 de janeiro deste ano, 95% dos casos analisados no Ceará tinham características da variante ômicron. Isso porque a análise busca duas características específicas no vírus que não estão na variante delta. No painel da entidade, 98 casos eram prováveis ômicron e apenas cinco delta.

Há cerca de uma semana, o governador Camilo Santana (PT) anunciou a abertura de 452 novos leitos de atenção para pacientes com sintomas gripais provocados pela Covid-19 ou pela Influenza A.

"Abriremos quantos leitos forem necessários, assim como fizemos na primeira e segunda onda da pandemia. Também dobramos o número de unidades públicas de testagem. Seguimos juntos e fortes para enfrentar e vencer essa pandemia", disse o governador.

Contudo, várias unidades de saúde já estão apresentando alta lotação de pacientes com quadros gripais. Elas ainda não estão atuando com 100% da capacidade, como ocorreu na segunda onda, em meados de março de 2021.

G1 CE

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.