Sustentabilidade na veia: jovem cria moto de madeira movida à energia solar


Aos 17 anos, o ganense Samuel Aboagye é um construtor nato. Depois de virar notícia ao construir uma caixa de som bluetooth com um galão de plástico, o jovem volta às manchetes com sua mais nova invenção: uma moto elétrica feita de madeira e que utiliza energia solar

Eu escolhi energia solar com a intenção de reduzir as emissões de carbono no meio ambiente porque elas causam muitas doenças“, conta Samuel, em entrevista ao canal de Efo Selasi, no YouTube. A moto é recarregada usando eletricidade, mas possui um painel solar que ajuda a manter a carga. Ela pode ser usada por cerca de uma semana sem precisar ser carregada. 

Samuel reuniu peças antigas, até mesmo de outras bicicletas, com madeira que seria usada como lenha para desenvolver o projeto. Em um primeiro momento, ele pensou em construir um carro, mas por conta do pouco dinheiro que ele tinha para investir na criação, optou por uma scooter de madeira. 

Na minha casa tem muita madeira. Os vizinhos pegam para usá-las como lenha nas fogueiras. Um dia desses, eu percebi que aquela lenha poderia ser usada com outro propósito“, explica.

O dinnheiro ele usou para comprar uma bateria para o motor da scooter que, aliás, veio da máquina de costura de sua mãe. O primeiro protótipo que Samuel construiu era movido à energia das baterias de 20 telefones e levou cerca de duas semanas para ser montado. 

Às vezes, eu não sei bem o que estou fazendo. Mas, a partir do momento que a ideia chega a minha mente, eu sei o que fazer. Mesmo que isso signifique usar o dinheiro da comida para comprar materiais para o projeto“, confessa. 

Quem ajudou Samuel no processo de construção foi seu professor de Ciências, David Sam Haigan. Ele foi o responsável por orientar na colocação da energia da motocicleta. 

A scooter ainda possui um alto falante bluetooth e um rádio que consegue sintonizar em mais de 100 estações em Accra, capital do país. 

Samuel tem o sonho de, um dia, fundar sua própria empresa e construir carros, drones, caixas de som e máquinas de lavar. 

Antes do meu pai morrer de diabetes, ele me disse para fazer o meu melhor em tudo que eu fizesse e que eu não prestasse atenção no que as pessoas iriam falar porque eu iria me tornar uma pessoa boa. Era isso que ele me dizia sempre."

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.