Pesquisa aponta que mais de 25 mil pessoas têm anticorpos para a Covid-19 em Sobral


Pesquisa realizada pelo governo do Ceará em parceria com o Instituto Opnus mostrou que 25,6 mil pessoas nos municípios de Sobral e Iguatu já podem ter desenvolvido anticorpos para a Covid-19. Nas duas cidades o número de pessoas em contato com o vírus pode chegar a 57,3 mil somando-se aquelas que estão com o vírus ativo e as que já desenvolveram anticorpos.

Para chegar a esse número, os técnicos aplicaram testes em 1,5 mil pessoas nas duas cidades (800 em Sobral e 700 em Iguatu) e projetaram os resultados sobre a população total.

De acordo com Magda Almeida, secretária executiva de Vigilância e Regulação da Secretaria da Saúde (Sesa), em Sobral 24 mil pessoas já podem ter anticorpos, enquanto o vírus foi considerado ativo em 30,2 mil casos. Os primeiros casos registrados na cidade datam de meados de março.

“Observamos lá muitos pacientes com coronavírus, mas assintomáticos. As pessoas sem sintomas precisam tomar medidas preventivas também, porque elas têm potencial de contaminação”, ressalta a secretária.

Em relação ao município de Iguatu, no Cariri cearense, a pesquisa apontou o movimento da doença em áreas até então menos afetadas. Lá, apenas 7,71% dos testes indicaram resultado positivo. A projeção indica que 7,9 mil pessoas da cidade tiveram algum contato com o vírus, a maioria com o agente infeccioso ainda ativo, e só 1,6 mil com anticorpos detectados.

Magda Almeida avalia que o baixo índice de testes positivos na cidade pode ser explicado pelo fato da Covid-19 ser recém-chegada no município. “Significa que a chegada da epidemia lá ainda é recente, as pessoas estão sendo infectadas agora, não tiveram tempo nem de desenvolver anticorpos”, conclui.

Ceará tem 137,2 mil casos de Covid-19

O Ceará contabiliza 137.234 casos confirmados de Covid-19 e 6.975 óbitos em decorrência da doença, conforme dados da plataforma IntegraSUS atualizados às 17h57 desta segunda-feira (13). O número de pessoas recuperadas da enfermidade é de 111.238.

O total de testes realizados no Ceará para detectar a infecção pelo Sars-Cov-2 é de 348.190. O número de casos em investigação, à espera do resultado dos exames, é de 70.309.

Fortaleza chegou a 3.534 mortes. Ao todo, a capital contabiliza 38.142 casos. A capital tem oito semanas de redução de mortes e de casos. A partir desta segunda (13), as barracas e praias e agências de turismo vão poder reabrir na capital cearense. Jogos de futebol sem torcida também serão retomados.

As duas cidade da Região Metropolitana de Fortaleza que concentram os maiores índices do novo coronavírus são Maracanaú e Caucaia, com 4.402 e 4.412 casos, respectivamente. Caucaia é o segundo município no número de mortes, com 304 confirmações. Maracanaú já registrou 214 óbitos.

Depois da capital, em quantidade de casos, está Sobral, com 8.441 diagnósticos positivos e 261 mortes. Juazeiro do Norte, no Cariri, registra 4.175 casos confirmados e 148 mortes pelo novo coronavírus.

Veja outras informações da plataforma:
  • A taxa de ocupação das UTIs cearenses é de 72,24%;
  • A taxa de ocupação das enfermarias cearenses é de 40,36%;
  • A letalidade da doença no Estado é de 5,1%.
Os números apresentados pela Secretaria da Saúde são atualizados permanentemente e fazem referência à disponibilidade dos resultados dos testes para detectar a presença dos vírus, ou seja, não necessariamente correspondem à data da morte ou do início da apresentação dos sintomas pelo paciente.

Veja como ficam as regiões no plano de retomada econômica:
  • A capital cearense continua na etapa 3, e as barracas de praia podem funcionar;
  • Demais cidades da macrorregião de Fortaleza seguem na Fase 2;
  • Macrorregião do Sertão Central, Litoral Leste seguem na Fase 1;
  • Região Norte para fase de transição;
  • Cidades da região Cariri e Centro-Sul mais afetadas (Juazeiro, Crato, Barbalha, Brejo Santo e Iguatu) seguem em isolamento social rígido "por mais uma semana".
O plano de retomada das atividades não essenciais tem um ciclo de transição em quatro fases. E cada uma dura 14 dias. Os municípios do Ceará estão em diferentes estágios em relação ao plano conforme a gravidade do cenário da doença, sendo a capital a cidade com maior nível de reabertura.

G1/CE

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.