De forma emocionante, recém-nascida recebe alta na Santa Casa de Sobral


Sendo referência em alto risco para gestantes de 55 municípios da região Noroeste do Estado do Ceará, a Santa Casa de Misericórdia de Sobral realiza mais de 400 partos por mês, preocupando-se com a qualidade assistencial prestada e cuidado humanizado.

Em 2019, dos 5.451 partos que a Santa Casa realizou, 776 foram de bebês prematuros (recém-nascidos menores de 36 semanas). Muitas vezes esse bebê permanece internado na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) por longo período, afastado de seus pais para receber os cuidados necessários à manutenção de sua vida, podendo até dar continuidade ao tratamento na Unidade de Cuidados Intermediários Convencionais (UCINCo) ou Unidade de Cuidados Intermediários Canguru (UCINCa). Em 2019, a taxa de ocupação e permanência nas UTI’s da Santa Casa foi de 102,28% e de 113,10% na UCINCo e UCINCa.

Buscando prestar assistência de qualidade e cuidado humanizado, os profissionais do serviço de Neonatologia da Santa Casa realizam ações com os prematuros e a família, proporcionando o fortalecimento das relações de humanização entre familiares e hospital.

No domingo (12/07), uma alta hospitalar emocionou mãe e profissionais da saúde. A recém-nascida Maria Elisa Vasconcelos Pinto, internada na Santa Casa de Misericórdia de Sobral deixou a unidade após três meses de tratamento. Ela nasceu com 0,904 gramas e 26 semanas, no dia 8 de abril deste ano. A bebê era gemelar e o seu irmão não sobreviveu. Maria Elisa esteve na UTI Neonatal II, no Bercário para recém-nascidos de alto risco e na unidade Canguru. Com a filha em seus braços, a mãe Francisca Erica Vasconcelos despediu-se sob os aplausos dos profissionais do serviço de Neonatologia da Santa Casa.

ASCOM SCMS

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.