Após fuga de 17 detentos, direção de presídio no Ceará é exonerada


A Secretaria da Administração Penitenciária do Ceará (SAP) confirmou, nesta quarta-feira (22), que o secretário Mauro Albuquerque exonerou a direção do Instituto Penal Professor Olavo Oliveira (IPPOO) II, em Itaitinga, na Grande Fortaleza, após a fuga de 17 presos na madrugada da terça-feira (21).

A fuga foi a maior registrada no sistema penitenciário na gestão Mauro Albuquerque, desde janeiro de 2019. Os cadeados de duas celas e da ala onde os internos eram custodiados foram abertos. A suspeita é de que houve facilitação para a fuga. Três dos 17 detentos já foram recapturados.

Com a decisão do secretário, foram exonerados dos cargos o diretor, o chefe de segurança e o chefe de equipe do IPPOO II.

Corda de lençóis

Os presos utilizaram uma "teresa" (corda feita com lençóis) para escalar a muralha e sair do presídio. A SAP e a Polícia Militar seguem em busca dos fugitivos.

O presídio já registrou três fugas de detentos e a prisão de um agente penitenciário por suspeita de corrupção, em 2020.

MESSIAS BORGES | G1/CE

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.