Volta do Campeonato Cearense será discutida a partir de amanhã (10)


Com o fim da fase de testes, que implementou o retorno dos treinos presenciais aos clubes que ainda disputam o Campeonato Cearense, e início da fase 1 do plano de retomada econômica e de atividades, o Governo do Estado passará a discutir o retorno dos jogos de futebol. Nesta quarta-feira, 10, haverá reunião do grupo de trabalho para elaboração do protocolo de competições.

O debate reunirá componentes da Secretaria do Esporte e Juventude (Sejuv), Secretaria do Desenvolvimento Econômico e do Trabalho (Sedet), dirigentes e diretores médicos dos clubes cearenses (especialmente Ceará e Fortaleza) e o médico da Federação Cearense de Futebol (FCF), Henrique Bastos. O guia médico (ou protocolo) emitido pela CBF no fim de semana servirá como norteador.

O protocolo do Governo que existe hoje serve apenas para treinamentos, não se refere a jogos. Pela previsão do plano de retomada, as competições só devem ser liberadas na fase 4, a partir do dia 20 de julho, mas o secretário do Esporte e Juventude, Rogério Pinheiro, admitiu possibilidade de antecipação da data, em entrevista ao projeto Agir, da Fundação Demócrito Rocha, nesta segunda-feira, 8.

"Dentro do estabelecido, dos protocolos, a gente acredita sim, há a possibilidade de antecipar, mas existem dificuldades, principalmente a dos times menores em retorno às atividades. Talvez não contribua para essa antecipação", comentou o secretário.

Mesmo com a possibilidade de treinamentos desde o dia 1º de junho, apenas Ceará e Fortaleza estão treinando até o momento. O Ferroviário é o único que tem previsão para retomar atividades (22 de junho), enquanto Atlético-CE, Guarany de Sobral, Barbalha, Caucaia e Pacajus ainda não se definiram.

Com o aumento dos casos da Covid-19 no interior do Estado, o desejo da Federação Cearense de Futebol em terminar o Estadual todo na Capital ganha força, segundo o secretário. "Se não houver a migração dos times do interior para a capital, como é o pensamento da FCF, a gente vai atrasar ainda mais o retorno das competições", comentou o secretário, que adiantou ter ouvido do presidente em exercício do Barbalha que o time deve até retomar os treinamentos em Fortaleza.

Quanto aos onze jogos restantes do Estadual acontecerem todos no Castelão, Rogério Pinheiro voltou a afirmar que a praça esportiva é a mais indicada, mas que estádios como Elzir Cabral e Domingão poderão ser avaliados, para verificar se podem se adequar aos protocolos.

BRENNO REBOUÇAS / O POVO ONLINE

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.