Centro Histórico de Sobral será o 1º do Ceará a ter fiação subterrânea

Um grupo de 50 operários e técnicos trabalham no projeto. Já foi executada a instalação dos dutos para colocação dos cabos de telefonia e internet e, agora, será executada a parte elétrica. | Foto: Arquivo Enel

Patrimônio histórico tombado e reconhecido culturalmente, o casario do centro histórico da cidade de Sobral, na região Norte do Estado, ficará mais visível. Um projeto de internalização das redes elétrica (de alta e baixa tensão), telefônica e de internet, tornará a fiação, no Centro Histórico do Município, subterrânea. A obra é inédita no Ceará para uma cidade histórica.

Além do aspecto visual, reduzindo a poluição no espaço, a internalização deve melhorar o fornecimento de energia do local, aumentar a capacidade energética e garantir a segurança do fornecimento do serviço. A previsão dos técnicos é que a obra seja concluída até o fim deste ano.

A área pública beneficiada é de 27 hectares, tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Nela estão instalados diversos prédios que contam a história da Zona Norte, como igrejas, casarões, praças, o Museu Dom José e Museu do Eclipse. Hoje, Jericoacoara possui o único núcleo urbano com rede elétrica, telefônica e de internet subterrânea presente no Ceará.

A obra é realizada pela empresa Enel Distribuição Ceará e conta com recursos da Secretaria da Infraestrutura do Estado, do Iphan e da Prefeitura de Sobral.

Entenda

Em outubro de 2011, o então governador Cid Gomes e ex-prefeito de Sobral, chegou a assinar ordem de serviço para implantação do projeto Novos Ares, que agora começa a ser executado. De acordo com a Enel, a adoção de novas tecnologias de automação e de inteligência integrada vão permitir o serviço de instalação da rede elétrica subterrânea. 

O secretário da Infraestrutura, Lúcio Gomes, explica que a obra pioneira vai melhorar o aspecto visual e arquitetônico do Centro Histórico do Município. “O objetivo do projeto é valorizar aquele trecho da cidade que guarda um riquíssimo valor histórico e cultural”, pontuou.

Jericoacoara conta com o único núcleo urbano com rede elétrica, telefônica e de internet subterrânea presente no Ceará. | Foto: Arquivo Enel

De acordo com o titular, já foi executada a instalação dos dutos para colocação dos cabos de telefonia e internet e, agora, em parceria com a Enel e a Prefeitura de Sobral, será executada a parte elétrica. Um grupo de 50 operários e técnicos trabalham no projeto.

Capacidade

A Enel prevê melhorias no fornecimento de energia elétrica para a área mediante um aumento de 50% da capacidade de carga, que passará de 1,2 MVA para 1,8 MVA. Desde o início, o projeto pretende modernizar a região urbana da cidade e manter a arquitetura histórica. O projeto prevê a instalação de cerca de 10 km de rede de média e baixa tensão, três centros de transformação com 630 KVA e um centro satélite.

O responsável por gestão, planejamento e desenvolvimento de rede, Glauco Valério, argumenta que o projeto servirá de modelo aos outros municípios. “Sobral será referência para mostrar que grandes cidades passarão a ter uma rede moderna com inteligência integrada em sua operação”, pontuou. “É o marco inicial para começarmos essa evolução”.

Espera

Sobral se destaca pelos prédios históricos ao longo do centro comercial. Ao todo, são mais de 2.500 imóveis tombados pelo Iphan, em 1999, distribuídos em duas áreas: o sítio histórico de Sobral, localizado no centro da cidade, e entorno. Entre estes, 250 são historicamente notáveis.

A previsão dos técnicos é que a obra seja concluída até o fim deste ano. | Foto: Arquivo Enel

Em outubro de 2011, o então governador Cid Gomes assinou, em solenidade realizada na margem do rio Acaraú, ordem de serviço para o início do projeto Novos Ares, com orçamento total de R$ 12,5 milhões. A previsão era de concluir os serviços de internalização dos fios de rede elétrica, de telefonia e de internet em 18 meses. 

"A riqueza arquitetônica do Centro Histórico de Sobral, formado por prédios, que contam a formação do nosso Município e da região, ficará mais visível com essa rede subterrânea", destacou na época, Cid Gomes.

HONÓRIO BARBOSA / DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.