Sobral teve morte confirmada por coronavírus? Saiba mais sobre

As ruas do Centro de Sobral foram fechadas por grades para impedir o trânsito de pedestres e motoristas. Agências bancárias públicas e privadas devem voltar a funcionar apenas na quarta-feira (25). Apenas farmácias e alguns mercantis seguem abertos. | Foto: Thales Menezes / Sobral Portal de Notícias

Apesar de as ruas estarem desertas e a maioria da população estar de quarentena, obedecendo ao decreto municipal e estadual, os sobralenses souberam através das redes sociais sobre um possível óbito por Coronavírus na cidade ocorrido no Hospital Regional Norte (HRN), que é uma das unidades do estado autorizados a internar pacientes com suspeita de contaminação. 

De acordo com as informações, publicadas por um parente da vítima, uma mulher de 51 anos e identificada como Valneide Pereira Vasconcelos, moradora de Rasteira, distrito do município de Forquilha, teve óbito confirmado e a família não poderia abrir o caixão e tampouco realizar o velório.



Desobedecendo a recomendação, os familiares abriram a urna e depararam-se com um papel impresso onde havia a seguinte identificação: ''ÓBITOS COVID-19''. Isso preocupou a família, que até então havia sido informada que a paciente viera a óbito em decorrência de um infarto.

No cartão de óbito de Valneide, expedido pelo HRN e também colado dentro do caixão, a morte foi confirmada às 01:10, na madrugada de hoje (23). Às 16:00, o governo do Ceará divulgou o informe epidemiológico de n° 4, com dados confirmados pelos municípios e Sobral, onde está localizado o HRN, apresentou o número de óbito zerado.



Através das redes sociais os prefeitos de Sobral e Forquilha, Ivo Gomes e Gerlásio Loiola, respectivamente, se manifestaram sobre o assunto. Confira abaixo:

Foto: Reprodução / Facebook

O Sobral Portal de Notícias, já tendo acesso ao boletim divulgado pelo governo do Ceará, entrou em contato com o Hospital Regional Norte, e perguntou sobre o papel encontrado dentro do caixão de Valneide Pereira Vasconcelos. Como resposta, a assessoria de comunicação enviou o mesmo informativo a qual o SPN já tinha acesso (disponível também no site do governo do estado), afirmou que o município é quem tem o dever de repassar os dados para o estado e não respondeu sobre a causa da morte da mulher até às 20:44 desta segunda-feira (23).

Portanto, até o momento, há divergências entre as informações divulgadas pelas autoridades e os papéis colados dentro do caixão da mulher.



Boletim epidemiológico de Sobral


ATUALIZADO ÀS 21:06 DE 23/03

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.