Sobe para 19 o número de casos suspeitos de coronavírus no Ceará; 9 já foram descartados


O Ceará investiga 19 casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus, conforme informação divulgada pelo Ministério da Saúde, nesta terça-feira (3). A atualização diária dos dados é feita junto ao órgão pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa). Além disso, outros 9 casos suspeitos foram descartados no Ceará, sendo 7 deles em Fortaleza, um em Sobral e outro em Crateús.

No novo boletim, a cidade de Caucaia aparece pela primeira vez, com um caso sob suspeita. Já a capital apresenta 18 pacientes sob investigação.

Até esta terça-feira (3), segundo o Ministério da Saúde, o Brasil tem dois casos confirmados da doença, ambos em São Paulo. Outros 488 casos estão em investigação e 240 foram descartados.

O procedimento de análise no Ceará continua o mesmo. Os pacientes com suspeita do novo coronavírus procuram o sistema de saúde, fazem exames que são analisados pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Ceará (Lacen), em Fortaleza.

A análise do Lacen aponta então se estes pacientes estão com alguma doença que já circula no Ceará, como algum tipo influenza. Dos casos descartados para coronavírus no Ceará foram confirmados para os vírus respiratórios influenza B, influenza A H1N1, influenza A H3N2, Vírus Sincicial Respiratório (VSR), metapneumovírus e rinovírus.

Caso não seja identificado nenhuma dessas doenças já circulantes as amostras são enviadas para um dos Centros Nacionais de Influenza: a Fiocruz (Rio de Janeiro), o Instituto Evandro Chagas (Pará), ou Instituto Adolfo Lutz (São Paulo) para confirmar ou descartar a infecção por coronavírus.

No entanto, anúncio feito segunda-feira (2) pelo Ministério da Saúde informa que serão distribuídos 10 mil kits de diagnóstico aos LACENs de alguns estados inicialmente, dentre eles, o Ceará. Segundo o órgão, a produção e distribuição será por meio da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.