Futebol cearense fica em alerta por coronavírus

Arena Castelão é palco dos principais jogos do futebol cearense | Foto: Kid Junior

A pandemia do coronavírus deixa o mundo em alerta. No esporte não poderia ser diferente. Embora no Brasil o número de casos ainda seja relativamente baixo, comparado a outros países, a preocupação tem aumentado, o que faz com que as principais entidades do futebol cearense fiquem em maior alerta e adotem medidas preventivas mais drásticas.

O Ceará tem realizado constantes viagens para fora do Estado, para participar de jogos da Copa do Nordeste e da Copa do Brasil. Estar frequentemente em aeroportos e em contato com aglomerado de pessoas é algo que aumenta a possibilidade de infecção. Por isso, o clube já se mobiliza para minimizar os riscos.

"As medidas de orientação a gente já vem fazendo. Fizemos palestra de orientação de higiene dietética, na questão de prevenção, para diminuir a possibilidade de contágio. Isso já estamos fazendo. Estamos, diariamente, aumentando a quantidade de recipientes com álcool em gel, passando aos funcionários folders com informações", destaca Gustavo Pires, chefe do Departamento Médico do Alvinegro.

Reforçou ainda que está em contato frequente com a Comissão Nacional de Médicos no Futebol (CBF) e Ministério da Saúde sobre eventuais novas diretrizes, garantindo que o clube está em alerta.

Recentemente, o time do Ceará registrou casos de atletas com quadro viral. Bruno Pacheco, Charles, William Oliveira e Lima foram alguns dos afetados. "Tivemos atletas com virose comum, porque, coincidentemente, essa é a época do ano que tem mais casos. Mas, por conta da pandemia de coronavírus, agora diante de qualquer caso diagnosticado de infecção viral, vamos tomar as cautelas de isolamento como se fosse o coronavírus", enfatizou.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação do Fortaleza para um posicionamento do clube a respeito do assunto, mas não obteve resposta.

A Federação Cearense de Futebol se pronunciou através do presidente Mauro Carmélio, que disse que "o posicionamento do futebol cearense é de tranquilidade e alerta quanto às orientações da CBF para as competições nacionais e locais".

Afirmou ainda que, neste momento, não é cogitada a possibilidade de que jogos de futebol no Estado sejam cancelados, adiados ou realizados de portões fechados aos torcedores. A programação, portanto, segue normal.

ANDRÉ ALMEIDA / DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.