Clubes decidem por continuidade do Campeonato Cearense com portões fechados

Os presidentes de Ceará e Fortaleza defenderam a continuidade da competição estadual | Foto: André Almeida / SVM

O Campeonato Cearense de 2020 vai receber os jogos da 2ª fase de portões fechados. A decisão, para prevenir o risco de contaminação do novo coronavírus, foi tomada nesta segunda-feira (16), em reunião na sede da Federação Cearense de Futebol (FCF), com representantes dos clubes e líderes do Governo do Estado.

Apesar da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) cancelar os torneios nacionais, a entidade máxima do futebol ressaltou que cada instituição local tinha liberdade para escolher sobre a continuidade ou não do Estadual. Rio de Janeiro e São Paulo, por exemplo, paralisaram as competições.

Dentre os que defenderam a sequência do Campeonato Cearense estavam Robinson de Castro e Marcelo Paz, presidentes de Ceará e Fortaleza, respectivamente. Já Marcos Gáucho, dirigente do sindicato dos atletas de futebol do Estado, ressaltou o risco aos jogadores e pediu a suspensão do evento por tempo indetermindo.

NOVAS DATAS


Pelo cronograma do Estadual, as partidas restantes da 6ª rodada são: Guarany x Fortaleza (18/03), Caucaia x Atlético/CE (22/03) e Barbalha x Ceará (25/03). As datas da 7ª e última rodada, ainda indefindas, também serão inseridas no calendário: Ferroviário x Caucaia, Barbalha x Guarany, Ceará x Fortaleza e Atlético/CE x Pacajus.

A FCF então sugeriu uma nova reunião para antecipar os jogos restantes e encerrar o torneio de forma mais breve. O encontro no início da tarde também na sede da entidade.

Para as semifinais, a opção de relização ou não será tomada após uma avaliação do número de pessoas infectadas no Estado com o COVID-19, a doença do coronavírus. Dentre os torneios paralisados estão:
Copa do Brasil
Campeonato Brasileiro Feminino A e A2
Copa do Brasil Sub-20
Campeonato Brasileiro Sub-17
Campeonato Mineiro
Campeonato Paulista
Campeonato Gaúcho
Campeonato Carioca
Campeonato Catarinense
Campeonato Sergipano

ALEXANDRE MOTA / DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.