Ceará e Fortaleza participarão da Série A2 do Brasileirão Feminino juntos pela 1ª vez

Ceará e Fortaleza disputarão a Série A2 do Brasileirão Feminino juntos pela 1ª vez. | Foto: Felipe Santos / CearaSC.com

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou, no início da tarde desta quinta-feira (23), a lista com o nomes de todos os 36 clubes que irão disputar a Série A2 do Campeonato Brasileiro Feminino deste ano. Pela primeira vez, Ceará e Fortaleza representantarão, juntos, o futebol cearense na 2ª divisão da competição nacional feminina. Certame terá início dia 15 de março.

Com uma equipe feminina formada desde 2018, o Vovô garantiu sua vaga no certame nacional por ter conquistado o título do Campeonato Cearense do ano passado. A equipe alvinegra disputou o Brasileirão Série A2 em 2019 e chegou bem perto do acesso à elite. No entanto, apesar de ter terminado a primeira fase como líder isolado e invicto com 13 pontos em cinco jogos, o time de Porangabuçu acabou sendo eliminado pelo Cruzeiro com duas derrotas nas quartas de final.

Fazendo parte do Grupo A, o Alvinegro terá como adversários Tirandentes-PI, Oratório-AP, Juventude Timonense-MA, Esmac-PA e um representante de Sergipe que ainda não foi definido.

Já o Fortaleza enfrentará São Valério-TO, Real Ariquemes-RO, Vitória-PE, Atlético-AC e 3B Sport-AM pelo Grupo B.

O Tricolor do Pici está indo para o segundo ano com uma equipe feminina, desde que voltou a investir na modalidade no ano passado. Vice-campeã do Estadual da temporada passada, o Leão entrou na disputa da 2ª divisão do Campeonato Brasileiro pelo Ranking Nacional de Clubes Masculinos de 2020. Na 23ª posição, o Fortaleza herdou uma das seis vagas remanescentes pelo ranking da CBF, assim como Athletico-PR, Atlético-MG, Chapecoense, Vasco e Botafogo.

No entanto, a situação leonina é um pouco delicada já o clube não permaneceu com o elenco do ano passado e ainda irá formar um novo grupo. O clube fará o planejamento nos próximos dias para formação uma nova equipe feminina e competir no Brasileirão.

Entenda a competição

Com 36 clubes representando 25 estados e o Distrito Federal - apenas Roraima fica de fora da disputa -, a competição vai seguir o modelo praticado em 2019 e será separada em cinco fases.

Os seis grupos serão separados com seis equipes cada. Grupos A, B e C contém times das regiões Norte e Nordeste, enquanto os grupo D, E e F terão clubes do Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Na primeira fase, as partidas serão disputas em turno único os dois colocados de cada grupo e os quatro terceiros melhores passarão para a segunda etapa.

A partir das oitavas, serão jogos de ida e volta, mas sem haver critério por gol qualificado. Ou seja, caso haja empate, o vencedor será definido nas penalidades. Os quatro times que chegarem às semifinais conquistarão o acesso à Série A1 do Campeonato Brasileiro Feminino de 2021.

Veja abaixo os 36 times que participarão da disputa:

Rebaixados do Brasileirão Feminino A1 de 2019: São Francisco-BA, Sport-PE, Vitórie-PE e Foz Cataratas-PR
Herdaram vaga pelo ranking da CBF de 2020: Fortaleza, Vasco, Botafogo, Atlético-MG, Chapecoense e Athletico-PR.
Campeões estaduais de 2019: Ceará, Bahia, Atlético-AC, União Desportiva Alagoana-AL, 3B Sport-AM, Oratório-AP, Real Brasília-DF, Vila Nova-ES, Goiás-GO, Juventude Timonense-MA, América-MG, SERC-MS, Operário-MT, ESMAC-PA, Auto Esporte-PB, Náutico-PE, Tiradentes-PI, Toledo-PR, Fluminense-RJ, Cruzeiro-RN, Real Ariquemes-RO, Brasil-RS, Napoli-SC, Juventus-SP e São Valério-TO.

Confira a divisão de grupos:

DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.