Adílson lamenta ansiedade do Ceará no início do jogo contra o Vasco: "pagamos um preço que não tinha ansiedade"

Empatar em casa contra o Vasco estava longe de ser o resultado esperado pelo Ceará. Precisando da vitória para se distanciar do Z-4, o Alvinegro somou apenas um ponto na tabela e segue no limite fora do Zona de Rebaixamento, em 16° lugar, com um ponto de vantagem para o Cruzeiro, atual 17°. Após o jogo, o técnico do Vovô, Adílson Batista, não escondeu sua decepção com o resultado. Para ele, faltou controle emocional e paciência ao sair jogando, principalmente no começo da partida.

A bronca maior foi pelo gol sofrido no empate em 1 a 1, marcado pelo atacante Rossi, aos 17 minutos do 1º tempo, em que o Vasco trocou passes com objetividade e velocidade, ao longo de 20 segundos, entre a reposição do goleiro e o arremate final para o gol inaugural da partida.

"Erramos muito passes no 1º tempo. E isso acaba prejudicando. Assim eles fizeram o gol, no contra-ataque, numa rebatida nossa e conduziram até chegar ao gol. Mesmo assim, criamos algumas situações, mais posse, mais volume e mais escanteio. Tivemos mais oportunidades, faltou um pouco de capricho nessa última bola. A gente lamenta pelos primeiros 20 minutos, aquela ansiedade, aquela pressa, aqueles erros, que acaba resultando que pegamos um preço que não tinha necessidade", avaliou o técnico, na coletiva após-jogo.

Apesar das falhas de início de jogo, Adílson Batista entende que o time foi melhor no jogo e conseguiu melhor bastante no 2° tempo, pressionando o Vasco, até conseguir o empate, com um gol de Bergson. Porém, faltou um 'algo mais' para que o time saísse de campo com a vitória.

"Com todo respeito ao Vasco, ao Luxemburgo, que arrumou o time, acho que a nossa equipe foi superior. O volume de jogo, a posse, rodando a bola, as situações, escanteio, as chances. É aquele detalhe mínimo. As vezes você paga em função de você ter iniciado mal. Não ter que ter essa ansiedade. Tem que ter calma. Tem a hora de ir para frente, tem a hora de rodar. A gente rodou a bola e o Vasco se fechou. O volume eu gostei. Eu fico triste em função disso, do resultado. A gente trabalhou para buscar a vitória"

Ceará volta a campo na próxima quarta-feira, dia 30, para enfrentar o Fluminense, em jogo marcado para as 21h30min, na Arena Castelão. A partida válida pela 29ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

O Povo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.