Adilson Batista explica entrada de Bergson e vibra: "Precisávamos vencer"

Com o resultado, o Ceará subiu para a 16ª posição, com 26 pontos | Foto: Kid Júnior / SVM
O Ceará encerrou um jejum de 10 jogos sem vitória na Série A do Brasileiro. Na Arena Castelão, neste domingo (13), o Alvinegro de Porangabuçu bateu o Avaí por 1 a 0. O técnico Adilson Batista vibrou com o resultado, que tirou o Vovô da zona de rebaixamento.

"Gostei do resultado. Acho que tira um pouco aquela carga, pressão, nervosismo. E hoje é um momento de gratidão, nós precisávamos vencer e fomos premiados no final. Foi muito importante o resultado, gosto de vencer convencendo, mas é preciso entender, nós não jogamos feio", analisou.

O curioso é que o autor do gol entrou em campo aos 30 minutos do 1º tempo: Bergson. A substituição por opção técnica, que tirou Mateus Gonçalves do jogo, ocorreu sob vaias da arquibancada. Adilson explicou a alteração e ressaltou que tem boa relação com o elenco.

"Entrei com uma proposta e a gente precisava da penetração, então achei que tinha que mudar. Sei que o Popp recompõe melhor que o Mateus, então sempre penso no coletivo. O Vladimir trabalhou demais, então é nesse sentido que faço as coisas. Sei que existe uma carga e ansiedade. Independente do gol do Bergson, confio em todos. Já entrei com Lima, outras com Carvalho, que tem genialidade. Tem Wescley, Quixadá pode ser camisa 9, estou contente com todos", explicou.

Com o resultado, o Ceará subiu para a 16ª posição, com 26 pontos - um a mais que o CSA, primeiro do Z-4. O próximo jogo da equipe é diante do Santos, vice-líder do Brasileirão, quinta-feira (17), às 19h15, na Vila Belmiro.

CONFIRA OUTROS PONTOS DA ENTREVISTA

Esquema tático
"Trabalhei o primeiro jogo no 4-2-4. Lá em Porto Alegre fiz duas linhas de quatro, hoje, 4-2-3-1 com o Popp. É o atleta que vai te dando a condição, tinha o Quixadá que tava fora, e ele está ganhando corpo, daqui a pouco inicia.

ALEXANDRE MOTA / DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.