Evento em Sobral discutirá o futuro da caprinocultura e ovinocultura no Brasil


Nos próximos dias 11 e 12 de setembro, a Embrapa Caprinos e Ovinos será a anfitriã do evento que reunirá 60 especialistas ligados ao setor produtivo, entre agentes públicos, representantes da academia e das instituições de pesquisa, para fazer o estado da arte da caprinocultura e ovinocultura no Brasil e projetar cenários para o futuro. Trata-se da 9ª Semana da Caprinocultura e Ovinocultura Brasileiras (Secob), que nas edições anteriores teve um caráter técnico-científico e este ano muda seu enfoque.

De acordo com o chefe-geral da Embrapa Caprinos e Ovinos, Marco Bomfim, o modelo anterior do evento não estava gerando o impacto esperado. “Com a aproximação com a cadeia produtiva, percebemos que a questão tecnológica é importante, mas o setor quer discutir coisas como mercado, organização, estruturação da cadeia e a Embrapa não pode ficar alheia a essa demanda”, afirma.

A programação do primeiro dia constará de apresentação de cases e no segundo dia os participantes vão alinhar a visão de futuro para o setor, utilizando metodologia específica. "Os próprios atores do setor vão trabalhar essas perspectivas para avaliar os sinais e entender os direcionamentos. Nossa expectativa é que esses sinais possam ser usados por todas as instituições e atores nas suas agendas para definir os novos caminhos a serem seguidos", finaliza Bomfim.

Os painéis com especialistas para inspirar as discussões entre os participantes vão abordar experiências no mercado de carne e leite, com os desafios, estratégias e visão de futuro. Ao final do evento, será elaborado um documento com visão de futuro, cenários, desafios e estratégias para o setor.

A realização da Secob conta com o patrocínio do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), Projeto Semear e Sebrae. Além do apoio da Prefeitura Municipal de Sobral e Governo do Estado do Ceará (Coordenadoria de Formação Docente e Ensino à Distância).

ADRIANA BRANDÃO / ASCOM EMBRAPA

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.