Homem que matou professora sobralense em Goiás é preso pela polícia


O suspeito de matar a professora cearense Aila Pinto Cardoso, de 34 anos,a facadas dentro de casa em Goiás, no dia 16 de julho foi preso. As informações foram confirmadas pela família da vítima na manhã desta sexta-feira (16). Os parentes informaram que receberam uma ligação da Polícia Civil de Anápolis (GO) informando que o cozinheiro Rafael Andrade foi detido na cidade de Águas Lindas de Goiás.

"Estamos muito confiantes em saber que ele está preso e temos fé de que ele vai pagar por tudo o que ele fez. E aliviados, porque ele estava ameaçando minha família", disse Andreia Cardoso Pinto, irmã da professora natural de Sobral. Ela afirmou ainda que vive momentos difíceis. "Tristeza profunda em saber que minha irmã está morta e da forma de como ele a matou", relatou.

Em entrevista ao Diário do Nordeste na época do crime, a mãe da vítima, Maria Cardoso Pinto, informou que os dois se conheceram nas redes sociais e que estavam morando juntos em Goiás.

Segundo ela, a filha iniciou uma relação com o suspeito em maio deste ano. Depois de 15 dias, Aila decidiu ir morar com Rafael, que também é natural de Sobral, mas estava vivendo em Anápolis. Contudo, ela se arrependeu e avisou que iria voltar para Sobral.

Ameaças 

Após o crime, familiares informaram que Rafael estava trocando mensagens com uma parente de Aila fazendo ameaças através de mensagens. “Bora marcar para a gente se encontrar. Tô chegando aí no Ceará amanhã de manhã cedo. Tu pensa que eu tenho medo. Tô aí pró q der e vier”, escreveu.

A página do Facebook do cozinheiro continuou sendo atualizada com fotos e mensagens sobre o crime. Em uma das imagens, o suspeito apareceu segurando um copo de bebiba alcoólica.

“É, eu tento me confortar de alguma forma, sei que estou errado, mas essa é a única maneira de fazer as coisas dentro de mim se calmarem”, disse.

GIORAS XEREZ / DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.