Presos os primeiros suspeitos de participar do roubo de ouro no aeroporto


A Polícia Civil do Estado de São Paulo prendeu dois homens suspeitos de participar no roubo de ouro no aeroporto de Cumbica, no município de Guarulhos, Região Metropolitana de São Paulo. O crime é um dos mais caros aos cofres na história do Pais. No total, o bando levou 718,8 kg de ouro do terminal de cargas do equipamento, cerca de R$ 110,2 milhões.

Os supostos envolvidos são funcionários do aeroporto. Um é ecarregado pelo despacho - ele foi identificado como Peterson Patrício, 33. À Polícia, inicialmente, ele afirmou que, com a família, foi refém do grupo criminoso. Dessa forma, a quadrilha, no dia anterior ao roubou, obteve as informações sobre a dinâmica de trabalho dentro do terminal de cargas.

Além dele, o ajudante de Patrício também foi autuado. A identidade desse não foi revelada. As informações são do portal G1.

Responsáveis pela investigação afirmam que Patrício alegou ter sido "cooptado" pelos assaltantes.

Crime

O roubo ocorreu na última quinta-feira, 25, quando oito homens armados invadiram o armazém de exportação do terminal de cargas do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, e roubaram 750 quilos (kg) de metais preciosos, incluindo ouro.

O grupo entrou no armazém em dois veículos simulando viaturas da Polícia Federal e abordaram os agentes do terminal de cargas. Os metais preciosos seguiriam para Zurich e Nova York. A concessionária informou que não houve tiroteio ou feridos.


O Povo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.