Obras de Assistência Social e Habitação asseguram melhores condições de vida aos sobralenses


A Prefeitura de Sobral, por meio da Secretaria dos Direitos Humanos, Habitação e Assistência Social (Sedhas) está construindo um novo residencial e reconstruindo moradias precárias. Também está em andamento a construção de um espaço de convivência para a população idosa.

As obras habitacionais visam contemplar famílias deslocadas de áreas de risco que estão passando por requalificação. Na Cohab II, 58 famílias serão beneficiadas com novas unidades habitacionais no Jatobá Residence. Além da moradia, o novo residencial vai contar com área verde, espaço de lazer, saneamento e melhores condições de vida para as famílias. No local em que essas famílias moravam, antes uma área de risco e alagamentos, está em construção pela Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) o Parque Sinhá Sabóia, com área verde, playgrounds, espaço de lazer e diversão, além da recuperação de uma área degradada. Os recursos são da ordem de R$ 3.070.426,60 (três milhões, setenta mil, quatrocentos e vinte e seis reais e sessenta centavos).

Também está em andamento o programa de Reformas Habitacionais. No bairro Sumaré, em parceria com o Centro de Promoção Humana Padre Ibiapina (Ceprohpi), a Prefeitura está substituindo casas de taipa por alvenaria através do projeto João de Barro. A organização social receberá, em quatro parcelas, o valor de R$ 585.693,79 (quinhentos e oitenta e cinco mil, seiscentos e noventa e três reais e setenta e nove centavos), decorrentes do Fundo Municipal de Habitação para reconstruir 29 casas.

No bairro Cidade Dr José Euclides, outras 42 famílias serão beneficiadas com reconstrução de moradias, com recursos da Caixa Econômica Federal, através do antigo Ministério das Cidades (hoje Ministério do Desenvolvimento Regional). O valor total é de R$1.058.259,80 (um milhão, cinquenta e oito mil, duzentos e cinquenta e nova reais e oitenta centavos). Oito unidades já foram concluídas e outras cinco estão em fase de conclusão. As unidades reconstruídas já serão entregues com o papel da casa (Regularização Fundiária).

Também no bairro Sumaré, a Prefeitura deu Ordem de Serviço para a construção do Centro Dia, um equipamento de convivência previsto na Política Nacional do Idoso para oferecer cuidados à pessoa idosa no período diurno. A construção do equipamento foi adiantada pela vice-prefeita Christianne Coelho durante a II Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa, em maio, e deverá custar R$ 672.971,04 (seiscentos e setenta e dois mil, novecentos e setenta e um reais e quatro centavos), recursos do tesouro municipal. O equipamento deverá atender a 50 idosos e terá 15 profissionais.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.