Justiça determina internação de 3 anos para adolescente acusado de matar idosa em Monsenhor Tabosa


A Justiça determinou medida socioeducativa em regime de internação para o adolescente que cometeu ato infracional análogo ao crime de latrocínio contra uma idosa de 74 anos em Monsenhor Tabosa, interior do Ceará, no último domingo (30). A decisão, divulgada nesta quarta-feira (3), fixou três anos de internação.

O jovem foi apresentado no fórum de Monsenhor Tabosa nesta terça-feira (2). De acordo com o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), o juiz ouviu o adolescente, o pai dele e uma testemunha. Em seguida, procedeu ao julgamento com a imposição da medida socioeducativa de internação, conforme determina o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

O acusado vai ser encaminhado para o Centro Socioeducativo Dr. Zequinha Parente, localizado no Município de Sobral, na Região Norte do Ceará. A decisão fixou três anos de internação, que a cada seis meses passa por avaliação a ser feita por equipe multidisciplinar.

O crime

Maria José de Sousa, 74 anos, era cadeirante e estava sozinha no momento do crime. O adolescente de 17 anos invadiu a residência dela e assassinou a idosa com golpes de faca de cozinha e garfo.

Após o crime, ele fugiu e tentou se esconder em um matagal, mas foi capturado pela polícia e conduzido para a Delegacia Regional de Crateús. Em depoimento, o adolescente confessou ter entrado na casa para roubar, aproveitando-se que a mulher estava só.

DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.