Fortaleza não segura Corinthians no segundo tempo, sofre virada e perde por 3 a 1 no Castelão


O Fortaleza não suportou a pressão do Corinthians no segundo tempo e acabou derrotado no Castelão na noite deste domingo, 28, por 3 a 1. Com jogo tático obediente, o Leão até conseguiu sair na frente, mas não teve força para conter as investidas do Timão até o fim.

Voltando de lesão, Osvaldo marcou o gol tricolor, mas Boseli, Pedrinho e Danilo Avelar viraram para o Corinthians. O resultado interrompeu uma sequência de três jogos consecutivos do Fortaleza sem derrota na Série A.

Com o resultado, o Leão fica estagnado na classificação, na 14ª posição, com 14 pontos ganhos. O próximo jogo será contra o Ceará, sábado, no Castelão.

O Jogo

Foi o jogo do pragmatismo contra a obediência tática. O Corinthians executou o futebol que está acostumado, com mais posse de bola, muitos passes trocados para trás e para o lado e jogadas iniciadas pelos extremos do gramado, principalmente com Pedrinho.

O Leão tinha a marcação ajustada e fechava os espaços, evitando que os jogadores do Timão tivessem oportunidades limpas para finalização. Nos primeiros 45 minutos, o Corinthians não conseguiu acertar a meta tricolor. Os três lances em que concluiu foram para fora, sendo o mais perigoso um chute de Mateus Vital, da entrada da área, que passou à esquerda de Felipe Alves.

O goleiro do Leão, inclusive, chamou atenção mais uma vez pela frieza. Participando muito com os pés, ele chamou a marcação corintiana, criando alguns espaços para saída de bola, mas se atrapalhou algumas vezes e deu sustos na torcida do Fortaleza.

Apesar da preocupação tática, para barrar o Corinthians, o Fortaleza não abdicava de atacar e foi mais ofensivo que o adversário na primeira etapa. Kieza foi o primeiro a fazer Cássio trabalhar, em jogada que envolveu todo o quarteto de ataque do Leão. Depois, Wellington Paulista acertou cabeçada e fez o arqueiro do Timão cair pra defender. Teve ainda uma cabeçada de Roger Carvalho que quicou no gramado e subiu, mas levou perigo.

O gol saiu aos 39 minutos, quando Gabriel Dias cruzou da direita e Osvaldo veio de trás para cabecear. A bola ainda desviou em Manoel antes de entrar. O Fortaleza foi para o intervalo na frente do placar.

O Corinthians voltou para o segundo tempo determinado a correr atrás do prejuízo. Mesmo sem alterações, Carille soltou mais a equipe, que passou a ir mais no campo de ataque. O jogo aéreo era uma das principais apostas. Logo aos 6 minutos, Júnior Urso recebeu cruzamento da esquerda e cabeceou livre de marcação, mas para fora.

Antes dos 20, Carille decidiu reforçar o lado direito, que já tinha Pedrinho como destaque, e colocou Fagner. Ceni respondeu lançando Marlon, para aumentar a marcação. Ainda assim, de um cruzamento daquele lado saiu o gol de empate. Boseli, na grande área, cabeceou e a bola pegou na trave, voltando para ele mesmo empurrar para o gol.

O Fortaleza não chegou a se abalar tanto com o gol e até tentou uma resposta rápida, partindo para o ataque, mas não encontrava mais os espaços que explorou no primeiro tempo. O que o Leão não contava era com uma virada rápida. Menos de quatro minutos depois do empate, Pedrinho fez jogada individual, invadiu a grande área, ganhou do zagueiro e bateu na saída de Felipe Alves.

O golpe agora fora efetivo. Jogadores do Fortaleza se mostraram nervosos em campo e não conseguiam dar sequência aos lances. Rogério Ceni colocou Felipe Pires em campo, mas a marcação do Corinthians matava todas as investidas do Leão.

Quando Danilo Avelar acertou um chute de fora da área e fez o terceiro já aos 35 minutos, os tricolores deixaram a arquibancada e o Timão apenas administrou o placar.

O Povo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.