Condenado por matar policial no primeiro dia de trabalho é morto em Fortaleza

Homem foi socorrido para a Upa, mas não resistiu aos ferimentos. | Foto: Rafaela Duarte
Cleilson Moraes dos Santos, conhecido como "Ratinho", condenado por matar um policial do Ronda no primeiro dia de trabalho foi morto a tiros no bairro Edson Queiroz, em Fortaleza, na noite desta terça-feira (24).

Segundo testemunhas, "Ratinho" estava em uma residência quando criminosos invadiram a casa e atiraram contra ele. O homem chegou a ser socorrido para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu aos ferimentos. Os suspeitos fugiram.

"Ratinho" estava em liberdade condicional e usava tornozeleira eletrônica após cumprir parte da setença de 24 anos de prisão pelo crime ocorrido em 2007.

Morte do PM

O policial militar Carlos Henrique de Carvalho Lima, 24 anos, soldado da primeira turma do Ronda do Quarteirão, foi morto no dia 31 de dezembro de 2007, quando seguia para o primeiro dia de trabalho no patrulhamento.

De acordo com a polícia, Carlos Henrique foi abordado por "Ratinho" e dois comparsas na Rua Professor Wilson Aguiar, a poucos metros da Academia de Polícia General Edgard Facó, no bairro Água Fria.

O trio abordou o policial quando ele parou na via após ter seu carro atingido por uma pedra. Durante a abordagem, um dos criminosos percebeu que Carlos Henrique era PM e atirou contra ele.

Além de "Ratinho", também foram condenados pelo crime José Erinaldo Sabino, 21 anos, e Marcondes Alves de Lima, 18 anos.

DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.