Neymar apaga vídeo em que se defende e expõe conversa com suposta vítima de estupro


Um dia depois de postar um vídeo em que se defendeu da acusação de estupro e mostrou a troca de mensagens com a suposta vítima, Neymar retirou a postagem de sua conta oficial no Instagram.

Na manhã de domingo, o delegado Bruno Gilaberte, da 110ª Delegacia de Polícia, de Teresópolis, esteve na Granja Comary para apurar se Neymar estava na cidade quando gravou o vídeo em que expõe a conversa em que constavam fotos da mulher.

Isso por que ele pode ter cometido crime previsto no artigo 218-C do Código Penal, que prevê de um a cinco anos de prisão por “oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, vencer ou expor à venda, distribuir, publicar ou divulgar, por qualquer meio (...), fotografia, vídeo ou outro registro audiovisual que contenha (...), sem o consentimento da vítima, cena de sexo, nudez ou pornografia”.

No vídeo agora retirado, Neymar preservou o rosto e o nome da mulher, mas a publicação será investigada pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), que tem atribuição em todo o estado do Rio de Janeiro. O inquérito será aberto nesta segunda-feira, e Neymar deve ser chamado para depor e ter seu celular periciado. O mesmo deve acontecer com a mulher.

ESPN.COM.BR

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.