Abatido, Rogério Ceni lamenta saída, mas encoraja Fortaleza: "Jogo que beirou a perfeição"

Rogério Ceni — Foto: JL Rosa
O Fortaleza fez uma boa atuação diante do Athletico-PR no duelo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, mas não saiu com a classificação para a próxima fase da competição. Marco Rubem encontrou espaço e garantiu a classificação dos donos da casa. Triste com a eliminação precoce, Rogério Ceni parabenizou os comandados pelo desempenho e se queixou por não ter levado a partida aos pênaltis.

Ceni destacou ainda o desejo que havia de conquistar a vitória em homenagem ao pai, que passa por problemas de saúde.

- Queria muito essa vitória por ele. Só posso seguir torcendo e rezando para que ele se recupere. Trabalhando com o Fortaleza para fazer o melhor possível - revelou.

Aos 36 minutos do segundo tempo, Carlinhos recebeu o segundo cartão vermelho por falta dura em Cirino e teve de deixar o campo. Com um a menos, foi difícil segurar o ímpeto do Athletico. O treinador tricolor tira a responsabilidade do lateral e ameniza expulsão.

- Não vi exatamente o lance, mas faz parte. Já tinha tomado o cartão amarelo cedo. Não tenho que crucificar ele, foi um jogador que se entregou o jogo inteiro.

O Fortaleza agora viaja para Caxias do Sul, onde enfrenta o Grêmio no sábado (8), às 19 horas, no Centenário.

GLOBO ESPORTE/CE

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.