Templo mórmon deve receber até 90 mil membros de cinco Estados


Erguido numa região de dunas, próxima ao litoral, o Templo de Fortaleza da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias exibe a suntuosidade detalhista de um prédio construído ao longo de 30 meses, pelas mãos de aproximadamente duas mil pessoas.

Quase dez anos após o anúncio da construção, o templo abrirá as portas para atender a cerca de 40 mil membros da Igreja no Ceará, e a quase 90 mil da costa norte do Brasil, divididos em outros quatro estados: Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte e Pará.

Antes da "dedicação", como é chamada a cerimônia oficial de início das atividades, o templo ficará aberto para visitação pública, entre 27 de abril e 18 de maio, das 9h às 21h. Além da estrutura física, o público poderá conhecer e esclarecer dúvidas sobre a doutrina Mórmon, que é cristã, mas sem vinculação católica ou protestante.

Depois do dia 2 de maio, quando a Pedra Angular for colocada e o templo se tornar o sétimo do Brasil e o 164º do mundo, o espaço só ficará acessível a membros recomendados da comunidade.

No entanto, as capelas já existentes continuarão abertas a qualquer pessoa. São nelas que os membros se reúnem para sessões religiosas dominicais. A diferença é que o templo fica reservado a cerimônias específicas da doutrina mórmon, como casamentos, batismos e outras sessões de instrução religiosa - tudo com vestimentas brancas, símbolos de pureza.

Para realizar essas atividades antes, a maioria dos membros cearenses organizava até quatro caravanas anuais até o Templo de Recife.

Regionalidade

Os mórmons defendem que cada templo é único. O da Capital cearense foi construído em granito "branco Ceará" e tem o desenho de uma espécie de orquídea local reproduzido em carpetes, nos vitrais e no piso. O paisagismo também utilizou espécies nativas do Estado. Há materiais vindos ainda dos Estados Unidos, Espanha, Croácia e Ásia.

"Para quem não conhece, tudo é curiosidade. Para nós, é familiar. Nós entendemos que, para o Senhor - e esta é a Casa do Senhor, nós temos que dar sempre o melhor", reforça o engenheiro Elder Iglesia, que acompanhou a construção do templo.

Para o líder eclesiástico setenta de área Elder Pinho, "esse é um prédio que vai abençoar muitas vidas", especialmente de famílias, nas quais a doutrina é centrada. "Nós não somos seita, seguimos exatamente o que Cristo nos deixou. O que tem dentro no templo não é secreto, mas sagrado. Todos vão poder conhecer", explica Pinho, ressaltando o trabalho voluntário de quase 400 jovens missionários que atuam no Estado para a divulgação da fé.

Serviço
Visitação ao Templo de Fortaleza Brasil
Onde: Avenida Santos Dumont, 7771 - Bairro de Lourdes
Quando: de 27/04 a 18/05, das 9h às 21h

DIÁRIO DO NORDESTE

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.