Rogério Ceni dá treino normal no CT e segue engajado no Fortaleza


Entre o pôr do sol magnífico que desponta no horizonte entre os serrotes de Maracanaú e as contratações do Fortaleza que se misturaram aos jogadores do elenco nos dois campos principais do CT Ribamar Bezerra, a imagem mais tranquilizadora foi a do técnico Rogério Ceni dando o treino.

Sua presença em campo foi a brisa suave que soprou sobre os tricolores, levando para longe a ameaça de Rogério trocar o Leão do Pici pelo Atlético Mineiro. Era o "Dia do Fico". Rogério em campo, ministrando o treinamento, baixava a poeira de uma saída repentina para o Galo Mineiro.

O diretor de futebol do Atlético/MG, Rui Costa, conversou com Rogério, sem no entanto lhe fazer uma proposta formal, mas o interesse existia. Rogério disse não, alegando alguns motivos, entre eles um pessoal.

Seu pai, Eurydes Ceni, de 80 anos, está adoentado e Rogério Ceni tem dividido suas atenções entre o trabalho no Fortaleza, o apoio à família em São Paulo e os cuidados com o pai, cuja saúde ele monitora o tempo todo.

Seria, na visão do treinador, uma mudança grande no momento, pois Rogério teria que se inteirar a fundo da realidade do Atlético, conhecer o elenco e projetar uma classificação para a Taça Libertadores de 2020, sem no entanto, ter montado o atual elenco.

Permanência

O presidente do Fortaleza deu entrevista ontem, e disse que não falaria em termos de permanência de Rogério no clube, pois internamente, isso não foi cogitado, mas reconheceu que com ele, os projetos serão tocados.

"Quando a gente assumiu o Fortaleza, eu sempre acreditei na continuidade dos trabalhos. Eu acho que a gente deu sorte, o que é um presente de Deus, que é ter o Rogério Ceni no Fortaleza, que é um profissional sério, competente e de continuidade. Quando fomos renovar o contrato no ano passado, eu propus dois anos de vínculo para ele, mas ficou apenas em um", disse.

Marcelo Paz disse ainda que "a sequência do trabalho, o dia a dia, a continuidade do modelo de jogo vai ficando melhor com o Rogério. Então, a gente só tem a ganhar com a evolução do trabalho dele".

De reforços solicitados por Rogério, os atacantes Kieza e Jefinho já treinaram ontem e os melhoramentos na estrutura seguem sendo realizados.

A presença de Rogério Ceni no CT do Fortaleza, a chegada de reforços e a continuidade dos trabalhos trouxeram tranquilidade aos torcedores, no momento de assédio de rivais

IVAN BEZERRA / DIÁRIO DO NORDESTE | FOTO: THIAGO GADELHA

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.