Número 2 do Itamaraty fará reunião com embaixadores árabes


O Itamaraty recebeu um pedido de audiência com um ator importante nas negociações de paz entre Israel e a ANP, paralisadas há anos por falta de confiança dos palestinos no lado israelense e nos Estados Unidos.

O Itamaraty recebeu um pedido de audiência com o secretário-geral de Relações Exteriores, Otávio Brandelli, de embaixadas árabes no Brasil e confirmou que a solicitação será atendida. A reunião acontece depois que o governo anunciou, em Israel, a abertura de um escritório para a promoção do comércio, ciência e tecnologia em Jerusalém.

O Ministério de Relações Exteriores não confirmou a data do encontro. No último domingo 31, o presidente Jair Bolsonaro anunciou a abertura do organismo na cidade santa e foi imediatamente criticado pelo governo da Palestina.

A instalação do escritório brasileiro em Jerusalém foi considerada um primeiro gesto para o reconhecimento da cidade como capital de Israel pela Autoridade Nacional Palestina (ANP).

A questão é sensível não apenas para os palestinos, como para todos os países árabes e muçulmanos, e para os que acreditam na solução de dois Estados.

Em entrevista a VEJA, o embaixador da Palestina no Brasil, Ibrahim Zeben, afirmou ainda ter esperança de ver o Brasil comO diplomata, notório por seu otimismo radical, afirmou contudo que o compromisso do presidente Jair Bolsonaro foi “um passo desnecessário”.

VEJA.COM

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.