Medeiros encerra a polêmica sobre visita a Bolsonaro: “Quem não entende, não pode presidir um clube”


Horas antes da bola rolar para Caxias 1×2 Inter, neste domingo, pela ida da semifinal do Gauchão, o presidente colorado Marcelo Medeiros conversou com jornalistas e voltou a explicar a sua visita a Jair Bolsonaro, em Brasília, na sexta. Ele reforçou que o encontro teve um caráter institucional.

“O Inter é um clube apartidário. Tivemos o encontro com o ministro da Casa Civil, e a oportunidade de encontrar com o presidente Bolsonaro. Aqueles que não entendem, não estão preparados para ocupar a cadeira de presidente do clube”, resumiu

Após a divulgação da agenda com Bolsonaro, que inclusive ganhou e vestiu uma camiseta do Inter, Medeiros foi criticado por parte da torcida nas redes sociais. Um manifesto de repúdio assinado por 12 movimentos e grupos ligados a torcedores colorados circulou pela web.

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, foi o intermediário do encontro, que serviu para tratar de assuntos legislativos, trabalhistas e fiscais relacionados a clubes de futebol. Onyx é gaúcho e torcedor colorado.

Ainda na sexta, ao portal GaúchaZH, Medeiros garantiu que se Fernando Haddad, do PT, tivesse vencido o segundo turno das eleições de 2018, a visita ocorreria da mesma forma.

TORCEDORES.COM

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.