Governo cede e oferecerá chefias de estatais a partidos


O ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil) fez uma lista de cargos de 2º escalão que podem ser distribuídos regionalmente. A intenção do governo é oferecer os postos aos membros de partidos do centro e centro-direita que travaram a reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. As informações foram publicadas nesta 5ª feira (18.abr.2019) pelo jornal Folha de S. Paulo.

Entre os cargos listados estão posições em estatais e autarquias, como a Codevasf (Companhia Desenvolvimento Vale São Francisco), Sudam (Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia), Sudene (Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste) e Banco do Nordeste.

A ação do ministro foi informada aos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Além de representantes de partidos.

Segundo informado por congressistas ao jornal, a iniciativa de aproximação partiu do governo. Os líderes partidários esperam por manifestações dos demais ministros de Jair Bolsonaro.O ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil) fez uma lista de cargos de 2º escalão que podem ser distribuídos regionalmente. A intenção do governo é oferecer os postos aos membros de partidos do centro e centro-direita que travaram a reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. As informações foram publicadas nesta 5ª feira (18.abr.2019) pelo jornal Folha de S. Paulo.

Entre os cargos listados estão posições em estatais e autarquias, como a Codevasf (Companhia Desenvolvimento Vale São Francisco), Sudam (Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia), Sudene (Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste) e Banco do Nordeste.

A ação do ministro foi informada aos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Além de representantes de partidos.

Segundo informado por congressistas ao jornal, a iniciativa de aproximação partiu do governo. Os líderes partidários esperam por manifestações dos demais ministros de Jair Bolsonaro.

PODER 360

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.