Ceará registrou a passagem de avião mais barata da região Nordeste em 2018, segundo ANAC

O Ceará registrou, em 2018, a tarifa aérea média doméstica de R$ 395,43, sendo o menor valor em comparação com os outros estados da região Nordeste, segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) divulgado na última quarta-feira (27). A passagem teve uma redução de 6,6% em relação a 2017, que era R$ 423,17.

Quanto ao valor do Yield (tarifa aérea média doméstica), indicador que mede o preço pago pelo passageiro por quilômetro voado, o Ceará registrou o custo mais barato do País, R$ 0,2324, em comparação com os demais estados brasileiros. Em 2017, o custo referente era de R$ 0,2391, tendo uma redução de 2,8% na relação entre os dois anos pesquisados.

O Estado também registrou uma redução de 3,9% na variação da distância média. Em 2018, foi registrado 1.701 km, enquanto que no ano de 2017 a distância percorrida era 1.770 Km.

De janeiro a dezembro de 2018, 6,8% das passagens no Ceará foram comercializadas com tarifas aéreas abaixo de R$ 100,00 e 41,4% abaixo de R$ 300,00. Em 2017, o percentual foi de 2,4% e 34,7%, respectivamente. As passagens acima de R$ 1.500,00 representaram 0,5% do total, sendo o mesmo resultado do ano anterior.

Panorama Nacional

Segundo o relatório da ANAC, Espírito Santo registrou a passagem de avião mais barata do Brasil em 2018 (R$ 317,65). A maior tarifa foi em Roraima (R$ 646,70). Considerando todos os estados, a tarifa aérea média doméstica real (atualizada pela inflação) subiu 1% em 2018 na comparação com 2017, chegando ao valor de R$ 374,12.

Entre as quatro empresas aéreas brasileiras, em 2018 houve aumento da tarifa média doméstica real da Azul (+7%), seguida pela Avianca (+4,2%) na comparação com o ano anterior. Gol e Latam registraram queda de 3,5% e 0,8% no valor, respectivamente, em relação a 2017.

Dados do Relatório

O relatório das Tarifas Aéreas Domésticas da ANAC é sobre a evolução dos valores das viagens com origem ou destino em cada Unidade da Federação entre 2017 e 2018, abrangendo todas as linhas aéreas domésticas cujas tarifas foram registradas na autoridade de aviação civil.

O valor da tarifa aérea registrado na ANAC corresponde à remuneração dos serviços de transporte aéreo público e não contempla o valor da tarifa de embarque nem o valor de serviços opcionais.

Não são passíveis de registro os dados das passagens comercializadas sob condições especiais, tais como programas de fidelização de clientes, tarifas corporativas, pacotes turísticos, tarifas para grupos de passageiros, gratuidades, tarifas para empregados e crianças.

O Povo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.