Na Índia, pai ateia fogo à filha por excesso de uso de celular


Um homem de 35 anos foi preso na Índia e acusado de tentativa de homicídio após atear fogo à própria filha, de 16 anos. O motivo: ela ficava tempo demais no celular. O caso aconteceu no distrito de Palghar, no estado de Maharashtra, no oeste do país.

A adolescente teve queimaduras em 70% do corpo e está internada em um hospital em Mumbai, em estado grave. O crime aconteceu dentro da casa da família, na última segunda-feira (31).

Discussão e violência

Segundo a imprensa local, Mohamad Mansuri se irritou com a filha, que não parava de mexer no celular. Ele achou que ela estava trocando mensagens com um rapaz.

Após uma discussão, ele atirou o telefone da filha no chão, quebrando o aparelho. Em seguida, jogou querosene sobre a adolescente e ateou fogo.

A polícia afirmou que os outros membros da família estavam fora de casa e a garota, que não teve a identidade divulgada, foi levada ao hospital por vizinhos que ouviram seus gritos.

R7

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.