Ceará garante o mesmo sistema defensivo que se mostrou seguro em 2018

Passar em branco no primeiro dia do ano foi um detalhe para o Ceará, que resolveu anunciar três peças de uma vez antes da virada. Na segunda-feira, 31, a diretoria do clube oficializou a contratação do meia Felipe Baxola - algo que o torcedor já esperava, pois o técnico Lisca havia dito que o aguardava com a camisa 10 -, mas também as extensões de contrato do zagueiro Luiz Otávio e do goleiro Everson.

Por mais que reforço seja o que o torcedor sempre ansia, não é loucura dizer que, neste caso, os aumentos de vínculo foram mais importantes que a "cara nova". Com a permanência de Everson e Luiz Otávio asseguradas - ambos tinham sondagens de outras equipes da Série A -, a primeira linha do Ceará, um dos pontos altos do time no Campeonato Brasileiro, estará intacta.

Do goleiro ao lateral-esquerdo vai ficar fácil para o torcedor alvinegro escalar. A diretoria conseguiu segurar as peças de um setor que só ficou atrás do campeão Palmeiras como a menos vazada depois da pausa para a Copa do Mundo. Dos 29 jogos que o time fez sob a tutela de Lisca, em apenas sete as redes guardadas por Everson foram vazadas duas ou mais vezes.

E por falar no camisa 01 do Vovô, conseguir segurá-lo em meio ao assédio do Grêmio demonstra a credibilidade que o Ceará tem hoje junto ao mercado interno, ou seja, jogadores e empresários. Extensão de vínculo até 2021 e aumento salarial não divulgado foram oferecidos, mas nada que fuja da realidade. O POVO conseguiu a informação de que, mesmo com os novos proventos, Everson não é o maior salário do clube, o que prova que a permanência englobou outros fatores.

Novo ponto importante nas negociações do Ceará tem sido o fato de o clube adquirir direitos econômicos dos jogadores que traz. É o caso de Felipe Baxola, jogador do qual o Ceará possui 50% e do lateral Samuel Xavier - outro que compõe defensor titular do Alvinegro -, de quem o Vovô tem 60%.

Ao todo, somente no mês de dezembro, o Ceará fez dez contratações e 11 renovações ou extensões de contrato. Dos jogadores que se destacaram em 2018 e que o Ceará têm interesse, ainda está indefinida a situação de Leandro Carvalho. Quanto a perdas, além de Arthur e Calyson, o Alvinegro não contará com o volante Richardson, negociado com o futebol japonês.

O Povo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.