Thiago Neves diz que Cruzeiro estaria no topo se tivesse dado mais preferência ao Brasileiro


O meia Thiago Neves afirmou que o Cruzeiro tinha potencial para estar entre os melhores do Campeonato Brasileiro se tivesse dado mais preferência à competição de pontos corridos. O time celeste, entretanto, priorizou os torneios de mata-mata. Na Copa Libertadores, foi eliminado pelo Boca Juniors, da Argentina, nas quartas de final. Já na Copa do Brasil, sagrou-se campeão pela sexta vez ao vencer o Corinthians na decisão (1 a 0, no Mineirão, e 2 a 1, na Arena Corinthians). Nas fases anteriores, havia superado Atlético-PR, Santos e Palmeiras.

“Se a gente tivesse dado mais preferência para o Campeonato Brasileiro, a gente estaria no topo, junto com Palmeiras, junto com Flamengo. Pelo time que a gente tem, pelo elenco que a gente tem. Mas, não dá, né? A preferência era a Libertadores, depois de anos, a gente tentou, tentou e aconteceu aquilo que vocês já sabem. Copa do Brasil, para o clube é muito bom, pelo dinheiro que foi. E infelizmente o Brasileiro acaba ficando um pouco de lado para todo mundo”, afirmou o armador, que marcou 15 gols em 2018 e divide a artilharia do elenco com o uruguaio Arrascaeta.

Na opinião do camisa 30 do Cruzeiro, o Palmeiras só alcançou o topo da tabela do Brasileiro porque montou um elenco caro e equilibrado, com peças de reposição para todos os setores. Assim, o alviverde paulista não ficou no prejuízo, mesmo tendo, em algumas circunstâncias, focado suas atenções nas competições de mata-mata (perdeu nas semifinais tanto na Libertadores, para o Boca Juniors, quanto na Copa do Brasil, diante do próprio Cruzeiro).

“Até para o Palmeiras também ficou um pouco de lado. Mas como o Palmeiras montou um elenco muito forte, então por isso que está no topo da tabela. Então, acho que a se a gente tivesse focado um pouco mais no Brasileiro, sem dúvida estaria no topo sim”.

Derrotado pelo São Paulo por 1 a 0, nesse domingo, no Morumbi, o Cruzeiro encerrou a 35ª rodada do Brasileiro em oitavo lugar, com 49 pontos. A distância para o líder, Palmeiras, é de 22 pontos. O Flamengo, segundo colocado, contabiliza 66, 17 a mais que o clube celeste.

Com a equipe considerada titular, a Raposa realizou 19 partidas na elite nacional, obtendo 10 vitórias, três empates e seis derrotas. Calculado em 35 rodadas, o aproveitamento de 57,8% colocaria a equipe de Mano Menezes na sexta posição, com 61 pontos.

SUPER ESPORTES/MG

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.