Jovem com paralisia cerebral é encontrado com corpo em estado de putrefação

Maria Eleoneida dos Santos Meireles, de 38 anos, foi presa por suspeita de maus-tratos contra o filho adotivo, encontrado morto em casa.
Um jovem com paralisia cerebral foi encontrado morto na própria casa, em 1º de outubro, com o corpo já em estado de putrefação. A mãe adotiva, Maria Eleoneide dos Santos Meireles, foi presa nesta terça-feira (2). O caso aconteceu no Bairro João XXIII, em Fortaleza.

De acordo com a Polícia Civil, os vizinhos acionaram os agentes de segurança depois de sentirem o mau cheiro. Segundo eles, Eloneidem, que também é tia biológica da vítima, vivia trancada com o jovem e não tinha energia elétrica em casa, iluminando o ambiente com velas.

Ao chegarem no local, os policiais encontraram Michael Jones dos Santos, de 21 anos, em estado avançado de putrefação e sem os olhos. Eloneide alegou que o jovem tinha morrido no dia anterior, mas a perícia acredita que ele havia falecido há, pelo menos, três dias.

Prisão
A mãe adotiva foi presa ao liberar o corpo de Michael na Coordenadoria de Medicina Legal (Comel). Segundo a polícia, Maria Eloneida realizou o processo de adoção de Michael em 2003 e recebia uma pensão de R$ 2 mil.

A perícia constatou que o jovem morreu por inanição, ou seja, enfraquecido pela falta de alimentação. A suspeita vai passar por exames toxicológicos e psicológicos e vai responder pelo crime de homicídio doloso, com qualificação de abandono.

G1/CE

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.