Aluno insatisfeito com nota dá um soco na cara do professor em SP


Vídeo gravado por colegas mostra momento em que eles discutem, até que professor é agredido. Jovem foi preso em flagrante por lesão corporal.

Um aluno de 20 anos discutiu com um professor dentro da sala de aula de uma escola estadual da Vila Gumercindo, na Saúde, zona sul de São Paulo. No meio da discussão, ele deu um soco no rosto do professor.

Segundo o boletim de ocorrência, o jovem bateu no professor pois estaria insatisfeito com a nota que recebeu.

Entre entre 2014 e 2017 foram registrados 50.448 casos de violência nas dependências das escolas estaduais paulistas, o equivalente a 34,5 casos por dia. Estes números incluem ameaças, agressões verbais ou físicas, e outros tipos de violência.

Em vídeo gravado por colega, é possível ver que o professor está sentado na cadeira e na frente dele está o aluno agressor de pé encostado em uma mesa. No vídeo, os dois estão discutindo e o aluno fica provocando o professor. “Ele disse que a gente vai sair na porrada”, disse o aluno. “Você disse que ia me dar uma cadeirada”, responde o professor.

Após algumas provocações, o aluno encara o professor cara a cara. O profesor levanta, e no momento em que vai tirar os óculos, leva um soco do aluno no rosto e bate a cabeça na parede. O aluno continua em posição de briga, chuta o homem nas costas e se afasta.

Enquanto o professor se recupera, o jovem vai para o fundo da sala e pega uma cadeira, mas seus colegas impedem que ele avance de novo no mestre.

A Secretaria de Educação de São Paulo informou por nota que “qualquer ato de violência é inaceitável e neste caso específico o transgressor, maior de idade, cometeu um ato criminoso e responderá diante da lei”. O jovem foi preso em flagrante e o registro do caso foi por “lesão corporal”. Com o jovem também foi apreendido uma pequena quantidade de maconha.



R7

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.