Túnel é encontrado em cela da Cadeia Pública de Camocim

Divulgação
Um grupo formado por 28 presos tentou fugir da Cadeia Pública de Camocim, na noite da última sexta-feira (31). O túnel, que serviria como meio para que os internos concretizassem o plano de fuga, foi encontrado por um grupamento de agentes penitenciários durante uma vistoria feita nas celas. 

De acordo com o presidente do Conselho Penitenciário (Copen), Cláudio Justa, a unidade prisional abriga integrantes do Comando Vermelho (CV), facção criminosa oriunda do Estado do Rio de Janeiro. Ele acrescenta que o local está superlotado, abrigando, atualmente, 220 homens, apesar de a capacidade máxima ser de 60 vagas.

O presidente do Copen destaca que a vistoria foi realizada após os profissionais de segurança terem sido informados de que um dos presos estava sendo ameaçado de morte por outro detento. "Integrar o mesmo grupo não afasta o risco de uma execução. Pode se tratar de um acerto de contas entre eles mesmos". 

Cláudio Justa ainda considera que a realidade estrutural da penitenciária é obsoleta, e que se deve fazer uma ampliação de vagas, bem como um reforço nas Forças de Segurança. "As cadeias não mais respondem à demanda de internos, pois foram feitas para um determinado padrão. O perfil criminológico modificou-se com a expansão das facções criminosas".

Com informações Diário do Nordeste

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.