Marina Silva diz que criticar Bolsonaro "é uma questão de princípios"

Foto: Agência Brasil 

Após o embate sobre direitos das mulheres entre Marina Silva (Rede) e Jair Bolsonaro (PSL) no último debate de presidenciáveis transmitido pela Rede TV!, ela nega que as críticas que fez a ele tenham sido motivadas por questões eleitorais. A candidata à presidência pelo partido Rede disse, em entrevista à Rádio O POVO/CBN, que não concorda com as ideias e práticas do deputado. “O presidente deve defender o direito da população, e não colocar a responsabilidade nas costas de quem já é vítima”, afirma.

No debate, os dois candidatos discutiram sobre a diferença salarial entre homens e mulheres motivada por preconceito de gênero e sobre porte de armas. Em seu plano de governo, Bolsonaro defende a flexibilização do porte de armas para a população como medida de segurança pública. Para Marina, a proposta é “injusta”. “Para que precisa de governo se for para o povo se defender com as próprias mãos?”, indaga.

Sobre defender princípios ditos feministas, Marina também afirma que não é “bandeira eleitoral”, e sim questões que defendeu durante toda a vida política. “Defender as causas das mulheres, dos direitos humanos e lutar contra a injustiça social é um compromisso de vida”, diz. Na entrevista, Marina expôs novamente sua visão sobre a legalização do aborto. Mesmo sendo contra, ela argumenta que um plebiscito para resolver a questão é necessário pela polêmica envolvendo o tema.

Marina, conhecida por ser evangélica, afirma que vê diferença no tratamento de candidatos quanto aos temas que podem chocar com convicções religiosas. Para ela, Luiz Inácio Lula da Silva e Geraldo Alckmin, mesmo que se identifiquem publicamente cmo católicos e tenham as mesmas posições que ela sobre assuntos como o aborto, não chegam a ser tachados de “atrasados e conservadores”. A candidata diz fazer discursos “coerentes” com suas convicções. Marina já compôs governos do PT e do PMDB, mas também nega incoerência nos apoios políticos.

O Povo 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.