Em Sobral e ao lado de Camilo e Ivo, Eunício sinaliza apoio a Ciro Gomes

Foto: Mateus Dantas 

Em visita a Sobral, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB), sinalizou apoio ao ex-governador Ciro Gomes (PDT) na disputa para Presidência da República. O emedebista participou do anúncio de obras do Governo do Estado e da Prefeitura de Sobral ao lado do governador Camilo Santana (PT) e do prefeito Ivo Gomes (PDT) na manhã deste sábado, 19. Essa foi a primeira vez que Eunício apareceu publicamente na região política dos  Ferreira Gomes desde a aproximação com o governador.

O evento ocorreu na Praça da Coluna da Hora. “Lula foi a força de que nos precisávamos. Nós temos agora, bem pertinho, mais na frente, a oportunidade de dizer ao Brasil que o Nordeste tem condições de avançar muita mais pelas mãos de um outro nordestino”, disse Eunício durante discurso, sem citar o nome de Ciro, que esteve ausente no encontro. Antes, o senador havia recebido agradecimentos e afagos de Ivo Gomes que chegou a criticar a aproximação do governador Camilo e do senador pelo Facebook em dezembro do ano passado. Em fevereiro, Ivo disse que a relação estava pacificada após Eunício ter liberado recursos para obras de saneamento em Sobral.

Durante a fala, o prefeito rememorou a visita oficial ao senador e disse que foi recebido com “muita gentileza e elegância”. “Naquele momento não conversamos sobre política. Não que não devemos nem podemos, acho até que deveremos e poderemos”, afirmou Ivo durante o discurso, após agradecer publicamente o apoio do senador.

Questionado pelo O POVO se a visita de Eunício a Sobral significava abertura para aliança, o prefeito citou apoio institucional. “Isso é prova de que eu sou obrigado, e faço com muito prazer, a reconhecer quem ajuda Sobral. Convidei (o senador) para que eu pudesse dizer na frente dele e do povo de Sobral que ele é responsável por essas obras”, disse.

Durante todas as falas, Ivo e Camilo rasgaram elogios pelas liberações de recursos federais por meio de negociação com Eunício. O senador disse que a parceria entre eles “evolui a cada dia”. Ao ser interrogado se aquele seria um ato meramente institucional, o senador foi direto: “Esse é um ato político”..
A pouco mais de três meses das eleições, parlamentares do PDT e do MDB, presentes no evento, já avançam no discurso de que a união entre os dois seja simplesmente institucional. Ainda assim, o governador descartou a possibilidade que o evento marcasse o fortalecimento da aliança. Camilo disse ainda que não há nenhum impedimento para que a aliança seja estabelecida. “Não há objeções, mas nós vamos definir as eleições nos prazos legais que é em julho”, disse.

BASTIDORES
 
O SENADOR Eunício Oliveira foi aplaudido e abraçado. Mas também houve quem criticasse. Grupo de manifestantes vestidos com camisetas com o rosto do ex-presidente Lula disparou gritos de “golpista” contra o senador.

NO DISCURSO, Eunício se embaralhou com o nome do governador Camilo Santana, chamando-o de Cid Gomes. Depois se justificou: “É por que eu estou na terra dele”. Cid e Ciro Gomes estiveram ausentes do ato. 

EUNÍCIO agradeceu a presença de mais de 25 prefeitos no ato em Sobral. O evento também contou com a presença dos deputados federais Leônidas Cristino (PDT) e Odorico Monteiro (PSB), além dos estaduais Leonardo Araújo (MDB), Danniel Oliveira (MDB), Walter Cavalcante (MDB), Jeová Mota (PDT) e Ferreira Aragão (PDT).

O Povo 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.