Com pênalti no fim, Ceará é derrotado pelo Vitória no Barradão

Foto: Luiz Henrique Pontes/Rádio O POVO-CBN
O Ceará segue sem vencer na Série A do Brasileiro. Na manhã deste domingo, 20, em Salvador, o Vovô acumulou mais uma derrota, dessa vez para o Vitória, por 2 a 1. O Alvinegro foi até melhor que o rubro-negro baiano, especialmente no segundo tempo, mas cometeu as mesmas falhas de partidas anteriores e aproveitou mal as chances que teve de marcar.

O Leão saiu na frente, com gol de Wallyson, aos 20 minutos da etapa inicial. O Ceará correu atrás e alcançou o empate aos 29 do segundo tempo com Wescley, mas dez minutos depois o goleiro Everson fez pênalti em Lucas Fernandes, cobrado e convertido por Neilton.

"Mais uma rodada que a gente deixa de pontuar e isso complica pro restante do campeonato", lamentou o atacante Hyuri, que entrou na etapa complementar.

"Era um jogo de seis pontos, tínhamos a possibilidade de fazer três  pontos e abrir três do Vitória, que é um concorrente direto. Fizemos um bom jogo fora de casa, mas mais uma vez em pequenos erros tomamos dois gols e não soubemos aproveitar quando tivemos oportunidades", analisou o atacante Felipe Azevedo.

O revés deixa o Ceará estacionado na vice-lanterna com três pontos e o time ainda pode perder uma posição caso o Paraná surpreenda e vença o Grêmio em Curitiba.

O Jogo

Desde o começo da partida, a proposta do Vitória foi jogar no contra-ataque. O Vovô tinha mais posse de bola e a missão de propor o jogo. Durante todo o primeiro tempo, esbarrou numa defesa organizada dos baianos, que fez com que em 45 minutos as duas finalizações corretas do Alvinegro fossem oriundas de chutes de longa distância.

O Leão também roubava muito a bola e numa dessas Neilton viu Wallyson passando pela esquerda e mandou uma bola rasteira, em velocidade, nas costas de Samuel Xavier. Na saída de Everson, o jogador do Vitória bateu no canto esquerdo e fez o primeiro.

O primeiro tempo foi bem morno, com poucas chances reais de gol. O Ceará pecava na criação e no penúltimo passe, enquanto o rubro-negro baiano aguardava o Vovô.

Na segunda etapa, Marcelo Chamusca resolveu aumentar a pressão do Ceará sacando Richardson e Éder Luís para colocar no lugar deles Hyuri e Felipe Azevedo. A entrada de dois atacantes pelas pontas deu liberdade para Wescley, que se movimentou muito do meio para a direita e foi peça importante do Ceará.

Foi ele quem fez o gol de empate, pegando uma sobra de bola na meia lua, após cobrança de falta de Juninho, que a zaga tirou. Com a perna esquerda ele bateu de primeira e acertou as redes. O gol veio no melhor momento do Ceará, que não deixava o Vitória passar do meio campo.

A defesa alvinegra, no entanto, deu outro cochilo. Aos 38, Lucas Fernandes recebeu passe na grande área que tirou toda a defesa cearense do lance. Everson saiu para dividir com o jogador, mas acabou cometendo pênalti. Na virada dos 39 para os 40, Neilton cobrou e fez o segundo do Leão.

O Ceará ainda podia ter empatado o jogo com Elton, no minuto final. Ele recebeu passe de Hyuri e de frente para a meta finalizou por cima.

Foi a terceira derrota do Ceará em seis jogos. De 18 pontos disputados até aqui no Brasileirão, o Alvinegro conquistou apenas três.


O Povo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.