Ator de Segundo Sol se esquiva de polêmica da novela com negros: “Tá tudo certo”

Foto: Divulgação 
Próxima novela das nove da Globo, Segundo Sol foi lançada nesta terça-feira (08) no Rio de Janeiro em meio à polêmica sobre a falta de atores negros no elenco da trama, que se passa na Bahia, estado brasileiro com maior número de afrodescendentes.

Questionado pelo TV Foco, o ator Fabrício Boliveira – que cortou a pergunta de nossa repórter – se esquivou da polêmica e apenas destacou o movimento no país. “Acho que é um movimento super forte que não vai parar e que tem que dialogar com a arte. E a arte do país inteiro está preparada hoje, até tarde demais, para lidar com esse movimento que é poderosíssimo. Então está tudo certo. Tudo bem-vindo”, disse ele ao TV Foco durante o lançamento da novela.

O ator é um dos poucos negros que integram o elenco de Segundo Sol, onde seu personagem se envolverá com Laureta, a vilã interpretada por Adriana Esteves. “É um apoio para ele conseguir o que quer. E depois desses vinte anos voltados eles vão ter que lidar com tudo o que aconteceu. Acho que o mais interessante é que a gente fala dos pormenores, do que acontece, porque aí todo mundo vai assistir. É entender o macro disso tudo. De quem usa quem, dessas pessoas que não tem escrúpulos”, comentou.

“É uma novela em que todos os personagens falam sobre traumas, o que aconteceu depois de quase vinte anos passados. O Roberval descobre uma história da vida dele, uma mentira, e aí vinte anos depois ele volta para lidar com isso. Ele trata sobre entranhas, sobre a sua história, a divisão social, coisa que adveio da escravidão”, explicou Boliveira.

Escrita por João Emanuel Carneiro, com direção artística e geral de Dennis Carvalho e direção geral de Maria de Médicis, Segundo Sol estreia dia 14 de maio com um abismo racial: de 44 atores, apenas quatro são negros.

TV Foco 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.