Atitudes de Bruna Marquezine deixam equipe de Deus Salve o Rei revoltada e gera nova dor de cabeça à direção da Globo

Foto: Divulgação
O clima não está nada amigável nos bastidores da novela Deus Salve o Rei, atual trama das sete da Globo. O folhetim em si já é um problema por conta da história e da atuação de alguns atores, que deixaram a desejar e comprometeram o bom andamento da estreia de Daniel Adjafre como autor titular.

De acordo com informações da jornalista Patrícia Kogut, Bruna Marquezine tem causado ainda mais tumulto nos bastidores da novela com seus constantes atrasos e por conta do vício no celular. A morena tem ficado grudada a todo minuto no aparelho durante os intervalos das gravações, enquanto o restante do elenco fica concentrado.

Os atores e a equipe até gostam de Bruna, mas tem ficado insustentável algumas atitudes da namorada de Neymar Jr. Queixas e reclamações foram feitas para a direção da novela, que prometeu tomar uma posição. A atriz tem sofrido duras críticas desde o início da exibição de Deus Salve o Rei por conta de sua primeira vilã na dramaturgia, a princesa Catarina.

BRUNA MARQUEZINE FALA SOBRE ATAQUE CIÚMES

Bruna Marquezine e Neymar curtiram o os últimos momentos juntos antes de o jogador se apresentar à Seleção Brasileira, nesta segunda (21). Após ser fotografado passeando por um shopping do Rio de Janeiro, o casal prestigiou o evento Tardezinha e curtiu o show de Thiaguinho na Lagoa, Zona Sul da cidade.

No entanto, o que mais teria chamado a atenção, de acordo com o jornal O Dia, foi o fato de Bruna ter mandado retirar mulheres ‘avulsas’ de área vip do camarote que eles estavam. Mas o que seriam ‘mulheres avulsas’? Na visão de Bruna, mulheres que estão sem companhias masculinas.

Antes de Bruna chegar, todas as moças solteiras e desacompanhadas teriam sido retiradas do camarote e levadas para a área comum do show. Quando o casal chegou no local, não tinha mais nenhuma presente. Coladinhos, eles curtiram o show.

Porém, em seu Instagram, Bruna abriu o jogo e desmentiu o fato. “Eu não sei vocês, mas eu estou vivendo em 2018. Em 2018, as mulheres não dizem esse tipo de coisa umas com as outras, pelo menos no mundo em que eu quero viver. Isso é tão absurdo que seria engraçado se não fosse trágico. Sororidade (aliança entre mulheres), meu povo! E amor e empatia também!”

TV Foco

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.