O Outro Lado do Paraíso: Clara sofre reviravolta e é acusada por assassinatos

Foto: Divulgação
Em O Outro Lado do Paraíso, novela da faixa das 21h da Rede Globo, Clara (Bianca Bin) sofrerá mais uma grande reviravolta.

Nos próximos capítulos da trama escrita por Walcyr Carrasco, Clara será acusada de ser a assassina de Pedra Santa a tesouradas.

Tudo acontecerá quando o advogado de Sophia (Marieta Severo) reverter a situação e colocar Clara como possível criminosa.

No julgamento, a mocinha contará que foi ela quem tirou a tesoura das costas de Laerte (Raphael Vianna) e que no impulso, fugiu do local e disse ainda que a verdadeira história não tinha vindo à tona porque Beth (Gloria Pires) preferiu dessa forma para que a vingativa continuasse sua briga na justiça pela guarda de Tomaz (Vitor Figueiredo).

“No impulso, aceitei. Depois me arrependi, porque ela foi acusada de assassinato”, justificará a mocinha. O advogado de Sophia, Maurício (Paulo Betti), colocará o depoimento de Clara em dúvida.

“Realmente viu o homem com a tesoura cravada no corpo?”, indagará. “Vi, sim. Foi o que eu disse”, responderá ela. “Mas viu dona Sophia?”, insistirá o advogado. “Não. Não vi. Ela não estava lá”, falará Clara.

“A senhora disse que tem motivos para odiar dona Sophia. Foi internada num hospício. Acusa dona Sophia de ter comprado sua interdição. Mas também pode ter comprado o laudo dos psiquiatras que a consideram sã. A senhora, Clara Tavares, ajudou a orquestrar esse julgamento para se vingar de sua antiga sogra, dona Sophia”, acusará Maurício.

“Não está nisso sozinha, como provarei ao longo do processo. Tudo isso é uma farsa. A senhora está mentindo. Dona Sophia é inocente. Clara Tavares, você matou Laerte Rodrigues, assim como as demais vítimas! Eu a acuso de assassinato”, completará ele.

O advogado fará com que o júri acredite que a verdadeira culpada de tudo é Clara, que também manipulou Gael (Sérgio Guizé). Ele dará um jeito também de descreditar o brinco de Mariano (Juliano Cazarré) que foi achado com Sophia.

“Estamos diante de uma história arrepiante. Um complô armado por Clara Tavares e os filhos da ré. Clara quis se vingar porque julga ter sido internada injustamente em um hospício. Eu disse julga, porque havia um laudo dizendo que tinha problemas psiquiátricos, que pelo jeito continuam a existir”, falará Maurício.

“Clara uniu-se a Gael e a Lívia para ficar livre de seus crimes. E os três, ricos, com o dinheiro das esmeraldas, trancafiarem ela na cadeia. Presa, Sophia Montserrat não terá acesso à sua fortuna. Ficará nas mãos de Gael e Lívia”, continuará o defensor.

No final, ele pedirá que Gael e Lívia também sejam processados e julgados por falso testemunho. “Peço que Clara Tavares seja julgada pelos crimes que cometeu. Levem também em conta sua obsessão pela vingança, que todos na cidade conhecem. Isso é prova de uma mente doentia, e perigosa para a sociedade”.

Raquel (Erika Januza) pedirá um recesso e no dia seguinte, Clara fará uma visita à Patrick (Thiago Fragoso). “O advogado distorceu tudo! A Sophia vai sair livre”, contará ela. “É muito pior que isso, Clara. Se ele continuar nesse rumo, a Sophia será considerada inocente, e você sairá do tribunal algemada. Não terá a menor chance. Amanhã ou depois, será julgada como assassina! Ou pior, será internada novamente no hospício!”, analisará o loiro. “Hospício! Não! Eu não vou suportar”, dirá Clara, desesperada.

No último capítulo, Mariano ressurgirá e acusará Sophia de ter tentado matá-lo, fazendo com que a vilã seja mandada para um manicômio.

TV Foco

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.