Na frente de Ciro, Caetano pede 4 vezes "Lula livre"

Foto: Divulgação 
Ao finalizar seu show no aterinho da Praia de Iracema, aos 10 minutos do 14 de abril, Caetano Veloso ergueu a mão direita e disse: "Marielle, presente! Lula livre".

No dia que então começava, faz um mês desde o assassinato ainda não esclarecido na vereadora carioca. Na pouco mais de uma hora e vinte minutos anteriores, o músico baiano fez show de aniversário de Fortaleza, em 13 de abril. O tom político atravessou a apresentação.O encerramento foi a quarta menção a "Lula livre" por Caetano. Começou antes do show, com a plateia gritando instantes antes de o antigo compositor baiano subir ao palco. O animador que se preparava para chamá-lo pediu ao público para gritar e demonstrar empolgação enquanto a imagem do show era transmitida ao vivo pelo Facebook. Então, parte considerável da plateia começou a gritar "fora Temer". O brado gradualmente mudou e passou a ser entoado o pedido de liberdade do ex-presidente, preso desde 7 de abril. Na varanda de um apartamento em frente, a faixa: "Volta Lula".

Caetano fez menção ao petista pela primeira vez após Tigresa, quarta música da noite. O público começou a gritar. Ele deixou, escutou e, quando as manifestações diminuíram, ele completou: "Lula livre, fora Temer", para comemoração de parte significativa do público.

Ele voltou a repetir o mantra após o primeiro verso de Terra: "Quando eu me encontrava preso na cela de uma cadeia". Então interrompeu e repetiu: "Lula livre". Uma terceira menção ocorreu depois da apresentação de Força Estranha.

Na área vip, estava o pré-candidato a presidente Ciro Gomes (PDT). O músico havia declarado voto no pedetista em post no Instagram na última segunda-feira, 9, quatro dias depois de ter sido anunciado atração principal da festa promovida pelo prefeito Roberto Cláudio (PDT), aliado do ex-ministro. Ao longo do ano passado, em pelo menos duas oportunidades Ciro declarou voto em Caetano.


O Povo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.