Dia das Mães promete elevar vendas em até 20% no comércio de Sobral

Foto: Marcildo Brito
Considerada a segunda data comemorativa mais lucrativa do ano, perdendo apenas para o Natal, o Dia das Mães traz expectativas positivas para o crescimento econômico no comércio de Sobral. Depois de cinco anos de retração nas vendas, e uma pequena melhora no período no ano passado, os lojistas se preparam para um aumento na procura pelo presente ideal para as mães, principalmente nos setores de perfumes, sapatos e roupas.

De acordo com o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Sobral, José Cavalcante da Ponte, “A mãe traz um apelo muito forte. A mídia busca a sensibilidade do consumidor”. Mesmo assim, olhando para o contexto de crise que tivemos, a queda nos lucros foi sentida nas datas comemorativas dos anos anteriores. “De 2015 para cá, aconteceu uma melhora anual nas datas especiais. Em 2017 percebemos um pequeno aumento. Em 2018 tudo contribui para melhorar. Com o inverno, as chuvas; a cultura do Nordeste em relação à fartura de água contribui para uma procura maior por comprar, fazendo com que o dinheiro circule no comércio e a economia cresça um pouquinho”, comenta José Cavalcante.

O papel que a CDL desenvolve está mais ligado em fomentar a divulgação no site para lojas credenciadas e em redes sociais. Segundo José Cavalcante, um aumento de 5% nas vendas é pressuposto. A preparação para atrair os clientes deve partir dos próprios lojistas. Como nos revela Francisco Rogério Alves (gerente da H Calçados): “Estamos incrementando a vitrine sempre com produtos femininos, descontos específicos e promoções como o sorteio de televisores”. Rogério começou a divulgação de seus produtos nas redes sociais da loja (Facebook e Instagram) e se diz preparado para um aumento de 20% em relação ao ano passado.

Preço

Para o Dia das Mães, os produtos adquiridos são de valor mais elevado, pois carregam toda sensibilidade possível. Nos últimos anos, as compras à vista e a prazo começaram a sofrer quedas, e um grande avanço para o comércio ganhou impulso com o cartão de crédito. “No cartão, o percentual de lucro é menor, mas os lojistas vendem o produto, recebem e têm a certeza de que está na conta da firma. Cheque e crediário são opções que estão diminuindo”, afirma José Cavalcante.

Em preparação para a data, o Boticário traz Kits especiais baratos e lucrativos para presentear quem amamos; tornando produtos mais acessíveis aos consumidores. A gerente da loja de Sobral, Susane Cavalcante relata que a ambientação da vitrine deve chamar atenção: “Nossa entrada é a vitrine. Os clientes se encantam com ela e depois nós tratamos de encantá-los dentro da loja”. O ciclo de procura é maior entre 27 de abril a 13 de maio e as pessoas ainda saem com uma vantagem, pois a loja possui brindes como cartões, cremes, “Além de comprar um presente para sua mãe, leva algo para você também”, afirma Susane.

O comércio vive de datas, mas a situação política do País contribui para sua estabilidade ou estagnação. “Embora vejamos um aumento, ainda não ajuda em uma saída eficiente da crise. Prisões na operação Lava Jato mexem com a economia. A política estabelece pelo menos uma estabilidade, mas as expectativas para esse ano são as melhores”, afirma José Cavalcante que lamenta a baixa taxa de consumo.

Henrique Brito/Correio da Semana

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.