Crônica de quinta: Precisamos falar sobre derrotas (?)

Foto: Ilustração
"Não fui selecionada para uma vaga de estágio que eu tanto queria." 

"Não consegui submeter um artigo em um congresso". 

"Minhas metas de leituras não foram atingidas" [nunca forma, na verdade]

"Eu me formei, mas não tenho um emprego". 

"Eu vou dormir tarde demais e acordo cedo demais por causa da ansiedade". 

"Estou com dívidas". 

Eu falo isso no intuito de mostrar para as pessoas o que há além das vitórias. Toda vitória existe um perder. Atrás de postagens no Facebook de "parabéns, eu me formei", existe uma angústia do: "E agora?". Falamos facilmente sobre conquistas, no entanto as derrotas ficam no silêncio, mas fazendo um barulho imenso em nós mesmos. 

Por trás das inúmeras fotos entre sorrisos, caipirinhas e um sertanejo no Instagram, existe alguém ansioso e que nem se quer saber lidar com o quarto escuro à noite. Nem todo mundo é feliz o tempo todo, e não precisamos nos autoafirmar nas redes sociais pra isso. 

A maior parte da vida é tediosa e irrelevante..e tudo bem. Ninguém precisa ser incrível e inovador sempre. Quando a gente para de querer ser extraordinário sempre, passamos a valorizar amizades verdadeiras, o café no final da tarde, o cheiro de hortelã na janela.  Tudo isso parece tão chato e comum né? Porque talvez  são essas coisas que realmente importam.

Gisélia Silveira

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.