Queixas contra empresas de telecomunicações recuam 14,4% no Ceará

Foto: Divulgação 
Em fevereiro de 2018, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) registrou 5,16 mil reclamações de usuários de serviços de telecomunicações no Ceará, redução de 14,4% em relação ao total de 6,03 mil queixas calculadas em igual período de 2017. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, 22.

Em relação a janeiro deste ano, quando foram contabilizadas 5,95 mil reclamações no Estado, fevereiro apresentou queda de 13,2%. Em 2018, o Ceará já soma 11,10 mil reclamações.

No Brasil, a Anatel registrou 231 mil queixas, recuo de 39 mil queixas (-14,5%) em comparação com o mesmo mês de 2017. A telefonia móvel registrou menos 18,6 mil reclamações (-14,5%), a telefonia fixa menos 12 mil (-18,9%), a banda larga fixa menos 3,5 mil (-8,4%) e a TV por Assinatura menos 5,6 mil (-16,1%). As reclamações relativas a outros serviços de telecomunicações não apresentaram variação significativa.

Ao se comparar os meses de fevereiro de 2018 com fevereiro de 2017, dos grupos acompanhados pela Anatel, a TIM na telefonia móvel, com mais 4,2 mil reclamações (+10,4%), e a NET na banda larga fixa, com mais 0,7 mil ( 11,1%), foram as únicas a terem aumento de queixas na prestação dos serviços de telecomunicações.

Na telefonia móvel, a Vivo apresentou redução de 10,7 mil reclamações (-31,8%) em 12 meses, seguida da Claro, menos 5,3 mil (-18,3%), da Nextel, menos 3,7 mil (-43,2%), e da Oi, menos 3,2 mil (-18,9%). E na telefonia fixa a Oi registrou menos 8,4 mil reclamações (-24,2%), a Vivo menos 3,1 mil (-15,7%), e a NET, menos 0,8 mil (-12,8%).

Na banda larga fixa, a Oi registrou menos 4,8 mil (-24,8%) reclamações e a Vivo menos 1,6 mil (-13,2%). Na TV por Assinatura, a SKY registrou menos 2,1 mil reclamações (-17,4%), o grupo NET/Claro menos 1,8 mil (-11,6%), a Oi menos 1,5 mil (-38,2%), e a Vivo menos 0,1 mil (-4,8%).


O Povo 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.