No Corinthians, Andrés compõe nova diretoria com deputado do PT e André Negão

Foto: Divulgação 
O presidente Andrés Sanchez anunciou na noite desta segunda-feira a composição da nova diretoria do Corinthians. Entre os dirigentes nomeados, estão o diretor de relações institucionais e internacionais Vicente Cândido da Silva, deputado federal eleito pelo Partido dos Trabalhadores (PT), e o agora diretor administrativo André Luiz de Oliveira, o André Negão.

Vicente Cândido da Silva é companheiro de partido de Andrés, também deputado federal por São Paulo, e foi relator da Lei Geral da Copa em 2012, além de ter assumido a presidência da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dois anos depois.

Já André Negão, vice-presidente na gestão de Roberto de Andrade e amigo e assessor de Andrés, ficou conhecido por ter sido conduzido coercitivamente para prestar depoimento à Polícia Federal (PF) em 2016. O nome do dirigente constava em uma planilha de pagamentos de propina da construtora Odebrecht, responsável por erguer o estádio de Itaquera e alvo da Operação Lava-Jato. Ele negou as acusações e pagou R$ 5 mil de fiança por ter sido detido por porte ilegal de arma.

Em comunicado publicado no site oficial do Corinthians, Andrés agradeceu à antiga diretoria e deu boas-vindas à nova. “Alertando-os sobre a responsabilidade que passa a cair sobre os seus ombros, na construção de um Corinthians cada dia melhor e maior, comprometido com sua essência e origem, o Time do Povo, em que todos têm sua vez, na saudável mistura de todas as raças, etnias, religiões e visões políticas”, ressaltou o presidente.

Alguns nomes da diretoria de Andrés já eram conhecidos desde quando ele venceu a eleição, como o de Duílio Monteiro Alves no futebol e o de Luis Paulo Rosenberg no marketing. Resta ainda, porém, confirmar quem ficará a cargo das categorias de base, hoje sob a incumbência de Carlos Nujud, Carlos Roberto Auricchio, o Nenê do Posto, e Jacinto Antonio Ribeiro, o Jaça. A tendência é de que o trio seja mantido.

Com a nova composição do Conselho Deliberativo, dividido em chapinhas, Andrés Sanchez ainda encontrou na implantação de diretores-adjuntos um meio de agradar a mais setores do clube, ávidos por também integrar a administração. O braço direito de André Negão na administração, por exemplo, será Eduardo Caggiano, envolvido na polêmica da concessão de descontos para reativação de associados do Corinthians às vésperas da eleição.

Confira toda a nova diretoria do Corinthians:

Diretor de futebol: Duílio Monteiro Alves

Diretor-adjunto de futebol: Jorge Kalil

Diretor de marketing: Luis Paulo Rosenberg

Diretor financeiro: Wesley Melo

Diretor de negócios jurídicos: Fabio Trubilhano

Diretor administrativo: André Luiz de Oliveira

Diretor-adjunto administrativo: Eduardo Caggiano Freitas

Diretor de patrimônio e obras: Aurelio de Paula

Diretor-adjunto de patrimônio e obras: Leandro Martins da Silva

Diretor de relações institucionais e internacionais: Vicente Cândido da Silva

Diretor de esportes terrestres: Donato Votta de Carvalho Filho

Diretor-adjunto de esportes terrestres: Luiz Wagner Alcântara

Diretor de esportes aquáticos: Marco Antônio Soares de Paula

Diretor-adjunto de esportes aquáticos: Fabrício José Parras Vicentim

Diretor cultural: Carlos Roberto Elias

Diretora-adjunta cultural: Michelle Weinberger Coutinho Silva

Gazeta Esportiva


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.