Misturar energético com álcool prejudica coração e cérebro

É comum ingerir a mistura de energéticos e bebidas alcoólicas, principalmente no Carnaval. Porém, a combinação pode trazer uma série de malefícios para o corpo, principalmente para o coração. De acordo com a médica Helane Gurgel, "o consumo de uma lata de energético é como se tivesse bebendo 10 vezes a quantidade de cafeína que tem em uma lata de coca cola".

"O efeito da mistura se assemelha ao usuário de uma droga, apesar de não ser igual, mas o efeito chega perto", de acordo com Helane. A especialista cita estudos onde os efeitos da ingestão de energéticos são comparados aos da cocaína.

"As pessoas ingerem com um intuito de ter menos fadiga; procuram permanecer acordado, e isso gera um transtorno porque é antifisiológico. Se o corpo diz que está cansado, ele precisa descansar. O objetivo do energético é estimular o metabolismo, o que prejudica a saúde", alerta Helane.

A operadora de telecobrança Isabella Teles afirma que não bebe a mistura para ficar acordada, prática comum entre os amigos, mas se sente com mais energia ao ingerir a combinação. Segundo ela, “entre energético e refrigerante, o energético é melhor para beber com o alcoól”.
Para diminuir os efeitos, a sugestão da especialista é parar de ingerir a mistura entre as bebidas. Porém como há quem insiste em tomar, ela sugere que seja ingerido a menor quantidade possível.

Efeitos colaterais
Dores de cabeça: os componentes das bebidas alteram a circulação cerebral.;

Suor frio: deve-se a alterações na circulação dos vasos sanguíneos.

Aperto no Peito e palpitação: aumento do consumo do músculo cardíaco.

Insônia: devido ao estado de agitação decorrente da alteração da transmissão cerebral.

O Povo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.