Foto que viralizou com militares revistando crianças foi tirada há 23 anos

Foto: Reprodução/ Facebook
Uma imagem de soldados do exército revistando crianças tem causado polêmica e sido atribuída aos dias atuais, no contexto da intervenção federal que o Rio de Janeiro vive na segurança pública. O registro foi feito e publicado há 23 anos pela fotógrafa Márcia Foletto no jornal O Globo, durante outra operação militar carioca.

"Isso não pode ser real, é surreal! A pior imagem que você vai ver hoje, o Exército brasileiro humilhando crianças", denuncia uma das publicações no Facebook já foi compartilhada mais de 44 mil vezes e possui 15 mil comentários.
A revista às crianças aconteceu em uma das entradas do Morro Dona Marta, no bairro Botafogo, durante a Operação Rio I, que levou cerca de 2 mil militares do Exército, Marinha e Aeronáutica às ruas cariocas em novembro de 1995 para combater o tráfico de drogas e de armas.

A foto saiu na capa do O Globo do dia 23 de novembro daquele ano com a legenda "soldados revistam escolares num dos acessos ao Dona Marta, para descobrir se alguns deles estão sendo enganados e usados para transportar drogas". No dia seguinte o jornal carioca repercurtiu o caso e o então general Gilberto Serra defendeu que “todo mundo tem que ser revistado, porque ninguém tem a palavra ‘bandido’ escrita na testa”.


O jornal também entrevistou as criança fotografadas. Um deles, de 10 anos, disse que não achar certo a abordagem. "o cara veio por trás e enfiou a mão nos meus bolsos, não acho certo ficarem revistando as crianças. A gente não estava fazendo nada errado. Quando eu for soldado, não vou assustar as crianças”, afirmou.

Dias atuais 

Trazendo para este ano, situações similares acontecem. Nessa última terça-feira, 20, as Forças de Segurança, que assumiram o Estado após decreto assinado pelo presidente Michel Temer, realizaram operação na favela Kelson's, na penha, Zona Norte do Rio e uma foto de crianças com farda escolar impressionadas com a presença dos militares e suas armas também está circulando e causando polêmica na internet.

O Povo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.