Moradores da cidade de Forquilha passam a madrugada em fila de atendimento do CAPS

Foto: Forquilha Online
Moradores da cidade de Forquilha chegam cedo e passam a madrugada em fila com o intuito de conseguirem receber atendimento no Centro de Atenção Psicossocial Almir Rufino de Souza nesta quarta-feira  (17). De acordo com o Blog Forquilha Online, a fila teve início por volta das 18h, desta terça-feira (16).

Segundo os usuários, são apenas 20 vagas disponíveis, por isso quem tiver pressa em ser atendido tem que chegar cedo.
"Nem vigia tem aqui, cheguei seis e meia da tarde, estamos correndo risco de vida", disse um dos homens que estava na fila, identificado como Raimundo.

Outra pessoa que também precisou chegar cedo para conseguir um atendimento no município, foi um idoso morador da localidade de São Lourenço, zona rural do município de Forquilha. Ele conta que chegou às 17h desta terça-feira para conseguir uma vaga para sua esposa: "Daqui a pouco chega mais gente, aí completa as 20 pessoas", disse o cidadão.

A rua estava às escuras. Lá também esteve presente a vereadora Glaia Ribeiro, que junto com a população reivindicou seus direitos como cidadã à gestão do município de Forquilha. "Cadê o prefeito? Cadê a secretária da Saúde? O povo tá sofrendo! Tem que ser revisto essa situação de descaso e desrespeito com o povo forquilhense", destacou a vendedora.

A Prefeitura Municipal de Forquilha ainda não se pronunciou sobre o ocorrido. 

Com informações Forquilha Online

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.