Ministério Público do Ceará vai investigar crimes e conduta de grupo skinhead em Fortaleza

Foto: Divulgação
O Ministério Público do Ceará vai investigar crimes de intolerância que estariam sendo praticados por um grupo que se define como skinheads, em Fortaleza. Na última quinta-feira (18), um estudante relatou nas redes sociais agressão sofrida por um grupo de homens carecas, vestidos de preto, que desferiram golpes e ofensas homofóbicas e racistas contra ele.

De acordo com o MPCE, além de instaurar procedimento para investigar as agressões, vão ser investigadas postagens em redes sociais feitas por integrantes do grupo. O Ministério afirma que se taram de “reiteradas postagens em redes sociais que vem se repetindo há algum tempo no Estado fazendo apologia ao antissemitismo, discriminação e preconceito étnico e sexual, crimes previstos na Lei 7.716/89”.

A determinação foi do procurador-geral de Justiça Plácido Rios. Para o procurador, é “lamentável que nossa sociedade ainda tenha que conviver com isso. Repugnante que um ser humano desrespeite ou atente contra a vida ou liberdade de outrem em razão de preconceito ou intolerância sexual, étnico racial ou religiosa”.

G1/CE

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.